Água da Torneira – 1000 Vezes Melhor

indaqua Água da Torneira - 1000 Vezes MelhorRecentemente recebi na minha caixa de correio um panfleto da INDAQUA a informar que empresas de venda de equipamentos ditos de “purificação de água”, têm colocado em causa a qualidade da água da rede pública.

O Grupo INDAQUA assegura a qualidade da água que fornece, garantindo que a água da rede pública nos concelhos pelos quais essa entidade é responsável, não necessita de qualquer tratamento adicional.

Caso duvide da qualidade da água que recebe em casa, contacte a entidade responsável pela gestão dos serviços de abastecimento de água do concelho onde reside e esclareça todas as suas dúvidas.

A DISPENDIOSA SOLUÇÃO DA “OSMOSE INVERSA”

Há uns anos atrás, recebi um telefonema de uma empresa (não me recordo o nome) a oferecer-se para efectuar uma análise à qualidade da água da torneira em minha casa.
Como garantiram que não me cobravam nada por essa análise, lá aceitei a proposta. 🙂

E assim foi… Um simpático “técnico” entrou em minha casa acompanhado de imenso material destinado à elaboração dos testes. Técnico esse que mais tarde se revelou um vendedor bastante persuasivo (mas não o suficiente)!

Começou por fazer uma breve apresentação sobre a qualidade da água e as implicações para a saúde derivadas da ingestão de água da torneira.

De seguida partiu para os testes à água. De uma forma muito resumida, os resultados foram assustadores… por momentos até pensei “como é que ainda estou vivo depois de tantos anos a beber água da torneira”!

Depois de realçar novamente o quão prejudicial era beber água da torneira, o dito técnico transformou-se finalmente num vendedor!

Apresentou-me um filtro milagroso que trazia consigo que, através de osmose inversa, purificava a água de “tão péssima qualidade” que jorrava das torneiras de minha casa!filtro-osmose-inversa Água da Torneira - 1000 Vezes Melhor

Repetiu todos os testes usando agora água filtrada por esse aparelho e, como seria de esperar, o resultado foi excelente.

Eu já estava quase convencido que precisava urgentemente de ter um filtro desses… até saber o preço do filtro:  2000€ mais 100€ anuais para manutenção do equipamento!!!

Ao ver a minha admiração, o vendedor muniu-se imediatamente de argumentos para me convencer: “a saúde da sua família está em primeiro lugar”, “é mais cómodo do que carregar garrafões de água do hipermercado”, “poderá pagar o filtro em suaves prestações“, etc…

Eu até tinha ficado assustado com o resultado dos testes, mas depois de ouvir o “paleio de vendedor” fiquei de pé atrás e resolvi despachá-lo alegando que iria pensar no caso e depois lhe dizia alguma coisa.

A bem-dita internet ajudou-me a tomar uma decisão. Encontrei textos publicados por especialistas na matéria que desaconselhavam esse sistema de filtragem. Primeiro por considerarem desnecessário tendo em conta a boa qualidade geral da água da rede pública e segundo, porque uma vez que a água filtrada por osmose inversa retira a quase totalidade dos iões da água, a mesma é transformada em algo próximo da água destilada… e o consumo frequente de água pura/destilada é prejudicial à saúde!

Recomendo a leitura de uma opinião interessante que encontrei na internet relativamente aos filtros de osmose inversa e não só: Consultor de Bem Estar – Osmose Inversa

CONCLUSÃO

Se a entidade responsável pela gestão dos serviços de abastecimento de água do seu concelho garantem a boa qualidade da água que fornecem… poupe dinheiro e beba água da torneira! 😀

Para saber qual é a entidade responsável pelo abastecimento de água da sua área de residência, faça uma pesquisa no site da ERSAR.

E se o sabor da água da torneira não for do seu agrado, utilize um jarro com filtro de água e verá que o sabor melhora imenso.

Por pouco mais de 15€ já compra um bom jarro com filtro da marca Brita!

Comentários

comentários

32 respostas

  1. Tomé M. diz:

    Já conhecia. Vieram fazer demonstração a casa e gostei muito de ver os resultados.

    Parece que estamos a beber a água no seu estado mais puro…leveza tremenda.

    A Quantidade de PPM’s que isso remove…

    É pena o preço. Mas vale a pena investir por uma saúde melhor.

  2. Lá em casa bebe-se água da torneira e o condomínio tem sempre cuidado na higienização das cisternas do prédio (sim porque não é só a água da rede pública ser boa, as nossas cisternas devem estar sempre bem higienizadas!)

    • Tânia Mota diz:

      É esse o meu problema. Não confiar nas cisternas do prédio.
      Enquanto não souber se as garrafas BRITA são suficientes para a tornar potavel vindo da cisterna continuo (contra vontade) a consumir água engarrafada.
      Água da torneira tem ainda a vantagem de ser rica em fluor e ajudar nos dentes das crianças.

      • Maria João diz:

        Tânia, o flúor que adicionam à água da companhia (e não só) é tóxico, um veneno perigoso (e não, não ajuda em nada à prevenção de cáries)!
        Neste site pode encontrar a opinião muito bem fundamentada de um dentista australiano em relação a este assunto:
        veja este vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=islcfwqi5kQ
        e este artigo:

        E apesar de ser caro (muito caro) o filtro de osmose inversa é um dos melhores filtros que há, para não dizer mesmo o melhor.

  3. Maria Lopes diz:

    Aqui na minha zona, também é a Indaqua que faz o tratamento das águas. Acredito que a água seja boa, mas não consigo bebê-la, tem um sabor esquisito. Se comprar o tal jarro, a água da torneira poderá depois beber-se? Também ouvi dizer que se ferver a água, e depois deixar repousar e arrefecer, poderá depois beber-se, é verdade?

  4. Liliana Pinto diz:

    cá em casa utilizamos a água para fazer os sumos,groselhas etc, mas confesso que quando a bebo natural pesa-me um pouco no estomago apesar de ser boa.

  5. Alexandra diz:

    Esses jarros purificadores, tipo BRITA, são uma boa opção, eu tenho um e noto que a água tem um sabor melhor do que se fosse da torneira, mas o ideal será ir enchendo umas garrafas de água com essa água filtrada, porque demora um bocadinho a água a passar pelo filtro.

  6. Teresa C. diz:

    Olá Miguel,
    Também já veio cá a casa um técnico desses, mas eu disse sempre que não estava interessada e que não ía comprar. Mas eles insistiram…. também fez uma data de testes que impressionam, mas sinceramente, não fiquei convencida, porque achei caríssimo….2.000,00€ +/-, além disso eu não tenho problema em beber água da torneira, acredito na sua qualidade.
    Acho que quanto mais pura for a água que bebermos, pode significar que o nosso organismo fica mais sensivel a bactérias ou outro tipo de organismos, é como aqueles super aspiradores, fica tudo tão bem aspirado….tão bem aspirado em casa….. que assim que saímos para a rua ficamos constipados ou doentes; ficamos como que numa redoma que tudo nos faz mal.
    No entanto sei que existem zonas do nosso País em que o sabor da água não é muito agradável, mas o facto de deitar água num jarro e deixá-la descansar, ás vezes pode ajudar a eliminar o sabor a «cloro», ou então utilizar as tais jarras tipo «Britta».
    Acho que não devemos beber uma água puríssima… o nosso organismo tem de criar defesas aos meios exteriores, que pode ter de passar por uma água menos pura.
    A água da torneira é sujeita a um grande controlo de qualidade, por isso acho que podemos ficar descansados.
    Desculpe o longo comentário.
    Cumprimentos
    Teresa C.

  7. Frutinha diz:

    Eu cá bebo sempre àgua da torneira. Sempre o fiz e tenho cá para mim que vou continuar a fazer.
    Existe garrafoes de àgua de compra lá em casa, mas acho mais prático e rápido ir a torneira e pronto, va-se lá entender. No entanto gostei da dica do jarro, é uma questão a analisar. 🙂

  8. idalina diz:

    Cá em casa temos um desses filtros de osmose inversa e estamos muito satisfeitos. Há 3 anos fui-me diagnosticado um linfoma e uma das coisas que me foi muitas vezes repetida antes e durante a quimioterapia foi “NUNCA BEBA NEM COZINHE COM ÁGUA DA TORNEIRA PORQUE NEM IMAGINA O QUE ELA CONTÉM”. Nessa altura vieram cá fazer uma demonstração e fiquei QUASE convencida. O que me convenceu de facto foi a opinião de um amigo que trabalha numa ETAR e que também não bebe nem cozinha com água da torneira.

    • Maria João diz:

      Espero que esteja totalmente recuperada do linfoma.
      Pois, já suspeitava disso. É uma pena que essas informações não saiam a público.

      • Selma A. diz:

        Aconselho a consultarem os resultados da monitorização da água distribuída no vosso concelho. Muitas entidades gestoras publicam os seus resultados integrais nos seus sites mas, independentemente disso, são obrigadas a publicar, trimestralmente essa informação sob a forma de um edital. É fácil fazer-se uma análise da informação disponibilizada.

        É importante verificar a presença de trihalometanos, pois águas sem qualidade quando são desinfectadas com cloro produzem esses subprodutos potencialmente cancerígenos. Mas também tenho a noção que as águas distribuídas no país são de muito boa qualidade e que a desinfecção é a forma mais eficaz de eliminar a contaminação microbiológica da água. Para averiguar essa informação, consultem o RASARP (publicação anual da ERSAR). Nos Açores, terão que consultar directamente a ERSARA ou as entidades gestoras. Na Madeira a entidade reguladora é a DRA.

        Concluindo, sou a favor da aplicação dos filtros apenas em situações bem justificáveis como as descritas. Se a sua água não possui contaminação fisico-química, não use filtros. Eles removem todos os sais minerais da água, bens essenciais ao equilíbrio homeostático do nosso corpo.

        Em relação aos fluoretos, sou a favor da sua presença mas também não é uma prioridade. Prioridade será limitar a sua concentração pelo excesso! Ao bebermos um chá verde ou um chá preto já ingerimos a quantidade diária necessária de fluoretos por dia… Também o conseguimos obter através da alimentação. A sua presença em demasia é que será preocupante pois o excesso no seu consumo conduz à fluorose dentária e, nos casos mais graves, à fluorose esquelética.

  9. Bruno diz:

    Já conhecia este sistema. Sou Mestrando em Biologia e Gestão da Qualidade da Água e o meu professor esteve envolvido na elaboração dos planos de bacia hidrográfica do Norte. Sei por isso que no Norte, a qualidade da água que corre nas nossas torneiras é de boa qualidade e os dados das análises destes senhores são no mínimo duvidosas. Eles aproveitam-se do facto das pessoas não terem formação técnica para criar potenciais medos e levar as pessoas a comprar o filtro.

    Sempre bebi água da torneira e não tenho medo de o fazer no sítio onde bebo. O meu professor tb o faz. Portugal evoluiu muito e nas áreas urbanas temos um sistema de boa qualidade. O preço deste filtro parece-me completamente exagerado para o que faz…

    Para os que questionam, não, não é saudável beber água destilada durante tempos prolongados não só devido ás questões bacteriológicas mas porque a água contém inúmeros iões e minerais que são muito importantes na regulação e na saúde humana. Isto pode trazer problemas mais tarde. Acredito por isso que hoje em dia não há nada a temer em beber água da torneira.

    • Maria João diz:

      Depende da zona de que fala… eu moro no Norte e a água que sai da torneira da minha cozinha é verdadeiramente intragável…

    • Marco diz:

      Olá Bruno, gostaria de saber a tua opinião depois de beberes agua da torneira em Torres Vedras. Em Torres Vedras e em especial no Verão, abro a torneira e cheira fortemente a cloro,,fortemente…quando fervo a agua a panela fica branca…Mas sinceramente não sei se é boa ideia estes filtros Brita..
      Gostaria de ter a tua Opinião

  10. Pepe Costa diz:

    A minha prof. de Biologia diz que a osmose inversa vai ser a unica soluçao no futuro (isto se continuar-mos com estes niveis de poluiçao da água).
    É uma soluçao muito dispendiosa mas que já é adotada em varios paises nomeadamente médio oriente.

  11. Pepe Costa diz:

    Segundo um estudo a água da Torneira em Portugal é uma das mais limpas da europa. cerca 99% da água tem niveis de qualidade otimos.
    É bom saber que podemos contar com esta qualidade e que nao é preciso optar por comprar garrafas para ter acesso a água de qualidade.

  12. Rafa diz:

    Esses filtros são uma boa opção se se tiver os meios económicos para os sustentar, senão a água de garrafão não fica assim tão cara.

  13. Ana Paulino diz:

    Estou a pensar em comprar um jarro que, isso sim parece-me ser um bom investimento.

  14. Catarina Lino diz:

    Por enquanto, vou continuar a consumir a água da torneira. Ela é de boa qualidade!
    Se no futuro se justificar, então sim deixarei de beber a água que sai directamente da torneira sem qualquer filtragem.

  15. Elisabete Mendonça diz:

    Aqui na minha zona a água da torneira é muito calcária, nem dá pra cozinhar pelo que compro garrafões para esse efeito.
    O que mais me incomoda quanto a este tipo de testes/filtros, etc… são as técnicas de marketing…. parece que pensam qyue as pessoas são muito burras.
    Ainda há dias ligaram-.e para fazer um inquérito aos habitos de consumo de água: eu respondo a tudo quanto seja inquérito pois acredito que a melhoria da qualidade de alguns produtos poderá ser ionfluenciada com a opinião dos mesmos….
    E diz-me a senhora, ‘então podemos enviar, sem qualquer compromisso, um técnico a sua casa para analisar a qualidade da água, para quando quer agendar essa visita?’… e eu já preparada: ‘Esse técnico vem para analisar a qualidade de água ou para vender filtros??????’ ao que ela, um pouco atrapalhada me respondeu ‘claro que o tecnico posteriormente irá propor um equipamento para melhorar a qualidade da água’ (já estavam a partir do principio que a qualidade não era boa)…
    Claro que não aceitei a proposta, se quiser saber a qualidade da agua, informo-me pessoalmente e peço analises a quem de direito….

    • Selma A. diz:

      O calcário da água deve ser removido por um processo de amaciamento que é um método muito mais barato que a osmose inversa e que envolve custos apenas na aquisição de reagentes que promovem a precipitação do carbonato de cálcio.

  16. Alda Lopes Moreira diz:

    Eu uso Brita e a água sabe-me muito melhor…mas mudo o filtro de 2 em 2 meses, em vez da muda mensal que aconselham 🙂

  17. Mesquita diz:

    Espero que o autor deste texto não seja como o vendedor que lhe bateu à porta. Ou seja, não pretenda vender os tais jarros que custam 15 euros! Por acaso até tenho um!!!!!!!!!!!!!!!!!

  18. sergcar diz:

    Existem muitos filtros de osmose inversa com um preço mais acessivel no mercado… sem duvida que 2000 mil euros é roubar os menos informados estados unidos com pouco mais de 150 euros compras um… ca em portugal ja se ve com 500 euros compra se um e a manutenção muito maiz barata.

  19. Lucas Martinez diz:

    qual o argumento que usou ?

    só a questão financeira ?

    o fluoreto de sódio é prejudicial a saúde e apenas a osmose reversa tira ele da agua..
    os sais minerais tiramos normalmente no dia a dia da alimentação e não precisamos de miseros sais minerais na agua..
    a acidez da aguda por osmose reversa ou destilada é neutra,é neutro que precisamos mesmo nao mais que isso..

    e em qual pesquisa vc pode dizer que agua por osmose reversa faz mal a saúde ?

  20. Marcos Davi Oliveira diz:

    A água possui mais de 80 sais minerais q vc não vai repor pela alimentação, ou vc acha q se entupir de Gatorade, que é cheio de açúcar, vai lhe trazer benefícios de hidratação reais. Procure no Google Acadêmico a respeito.

  21. Eduardo diz:

    Basta analisarmos o motivo pelo qual vários países da Europa não aceitam a fluoretação na água(questão política é claro). Está mais do que provado que o Flúor é nocivo. Basta pesquisar! Não devemos deixar que façam lavagem cerebral nas nossas mentes. Analisemos os 2 lados da moeda:
    https://www.youtube.com/watch?v=CcIb3FF8Bc0
    Realmente um filtro de osmose reversa é caro, mas custa mesmo 2000 euros?? (2000 euros =
    6 546,4688 reais segundo o Google)
    http://lista.mercadolivre.com.br/filtro-osmose-reversa-c-deionizador-com-manometro-100-gpd_NoIndex_True (usei apenas como prova de que um filtro de Osmose Reversa não custa 2000 euros, a não ser que o vendedor ganhe uns 4.000 reais só pra ele – NADA TENHO COM ESTA EMPRESA DE FILTRO DE OSMOSE).
    http://lista.mercadolivre.com.br/filtro-de-osmose-reversa-kemflo-tanque-bomba_NoIndex_True – Este é o filtro de Osmose Reversa mais caro que encontrei no ML – R$ 2.750,00. Realmente muito caro! Mas ainda está bastante longe dos 2.000 euros( R$ 6.546,00) não?

  22. Dinis Nogueira diz:

    Comprei o meu sistema de osmose inversa em 2008 por 400€ pela internet e desde então cá em casa só se consome dessa água mesmo para cozinhados. O 1º filtro ao fim de 15 dias de uso já está completamente castanho, Deus sabe a porcaria de água que bebia todos os dias da torneira. Tinha outra opção: comprar água engarrafada, mas o facto de ter de carregar garrafões de 5 litros todos os dia não me convence.

    Esta foi das melhores compras de sempre, se faz mal ou não, não sei, mas ainda não morri 🙂

  23. Luis Daniel diz:

    Escusava de ter mandado o técnico/vendedor a minha casa.
    A mim não convenceu porque já tinha pesquisado, mas a minha mulher teria comprado o produto.
    Pesquisei sobre preço e é possível mandar vir kits por menos de 200 eur, sou capaz de adquirir para cozinhado, mas para beber prefiro outras alternativas, já que não quero andar a beber água destilada.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Receba este Ebook Grátis!

Ao subscrever a nossa Newsletter (100% gratuita), para além de receber este ebook, ainda passará a ser alertado via email para:

  • Dicas de poupança
  • Dicas sobre formas de obter rendimentos extra
  • Passatempos e outras ofertas exclusivas
Fechar esta janela

Não perca mais tempo. Envie-nos o seu email e em breve estará a ver como valeu a pena!

Não se preocupe, o seu endereço de email nunca será divulgado a terceiros.