Como Poupar Dinheiro a Viver Sozinho

porco-mealheiro-rapariga Como Poupar Dinheiro a Viver SozinhoO artigo de hoje é um guest post da Ana Martelo, freelancer nas áreas de Design Gráfico e Fotografia e, na minha opinião, com uma excelente aptidão para a escrita!

Olá a todos, o meu nome é Ana Martelo e depois de 4 anos a viver sozinha, cheguei à conclusão que com pequenas mudanças no meu dia-a-dia conseguia poupar uma grande quantidade de dinheiro ao final do mês. Irei então mostrar algumas das mudanças que fiz e que resultaram numa grande poupança mensal.

Encontrar uma pessoa para dividir casa/despesas

Este truque é muito usado pelos mais novos, contudo é visivelmente utilizado por pessoas de todas as idades. Adoptando este truque irá fazer com que as suas despesas mensais sejam reduzidas para metade (caso só divida casa com uma pessoa) o que por consequência originará que a sua conta bancária fica com mais uns euros no final do mês, para possa fazer algumas despesas extra ou até, como estamos num tempo de crise, colocar esse dinheiro numa poupança.
No entanto, dividir casa com outra pessoa poderá tornar-se extremamente complicado, por isso é essencial ter uma grande confiança na pessoa e um bom convívio.

Poupar na decoração

Quando vai viver sozinho uma das maiores preocupações será como irá decorar a casa para que se possa sentir bem, contudo as peças decorativas são um pouco dispendiosas sobretudo para quem vai viver sozinho e tem de poupar o máximo possível. Se assim é porque não deixar os artigos novos um pouco de parte da sua lista de compras e optar por comprar artigos em segunda-mão?
Os artigos em segunda-mão são sempre muito mais em conta, contudo não se iluda pelo preço, verifique sempre o estado físico dos artigos.
Pode optar também por restaurar alguns objectos que tinha na casa dos seus pais. Se preferir comprar os artigos novos então aproveite as promoções, nelas compram-se artigos muito mais em conta e com bastante qualidade.

Poupar nas compras

As compras… Um dos grandes quebra-cabeças de quem vive sozinho e tem uma casa para governar. Contudo nem tudo é assim tão complicado basta, conseguir seguir algumas dicas que ajudarão a poupar nas compras.

Comece por ir as compras apenas duas vezes por mês. Porquê duas vezes por mês? Uma pergunta simples para uma resposta um pouco mais complexa, se reduzir o número de vezes que vai as compras não só irá estar a poupar no combustível e no tempo que gasta a deslocar-se ao supermercado como ainda estará a reduzir as hipóteses de colocar no carrinho alimentos que não necessita.

Antes de se dirigir para o supermercado faça a lista das compras que realmente necessita de trazer para casa, opte por comparar os preços dos vários supermercados e não se esqueça, opte por marcas brancas.

As marcas brancas são de muito boa qualidade, sobretudo quando colocamos lado-a-lado um produto de marca branca e um de uma marca bastante conhecida e comparamos os dois numa relação qualidade/preço.

Poupar nas despesas

As despesas mensais são horríveis para quem vive sozinho, no final de cada mês receber na caixa de correio a mensalidade da água, do gás e da energia que gastou durante todo o mês, deixa qualquer um de mau humor.

Já pensou em reduzir o número de vezes que toma banho (de emersão) e aumentar o número de vezes que toma um duche? Se assim fizer, irá verificar que consegue reduzir quer a mensalidade da água quer a mensalidade do gás. É uma óptima escolha, quer para a sua carteira quer para o planeta.

Deverá ter uma especial atenção a todos os electrodomésticos, evite deixa-los em stand-by, sempre que possível desligue-os por completo. Na utilização de alguns electrodomésticos pondere duas tarefas ao mesmo tempo (por exemplo: quando está a confeccionar um prato que terá de ir ao forno, aproveite a aqueça o pão)

Controlo das despesas

Quando se começa a viver sozinho, sobretudo quando os tempos são de crise, é absolutamente indispensável fazer um controlo das despesas.

Opte por num documento Excel colocar todas as despesas que irá ter fixas (gás, energia, compras, etc.) e também todas despesas variáveis (despesas extra, jantares, etc.), e sempre que gastar dinheiro anote nesse documento e assim saberá quanto ainda tem disponível para gastar, podendo assim estar sempre dentro dos limites.

Este controlo de despesas é essencial para ver a evolução da poupança ao longos dos meses assim que começar a cortar em algumas coisas.

Pondere também fazer um documento para todos os rendimentos extra que tiver, assim saberá de onde vem e para onde vai o dinheiro que entra na sua conta.

Socialização

Sim é verdade, ir viver sozinho dá muita despesa e terá de se conter um pouco nas despesas extras mas não abdique de estar com os seus amigos e socializar. Uma excelente escolha será optarem por fazer um jantar em casa, onde cada um dos convidados terá de levar algo que possa ser partilhado, assim irão reduzir as despesas e aproveitar o ambiente entre amigos.

Comentários

comentários

8 respostas

  1. Tomé M. diz:

    Simplesmente excelente! Eu ainda estou a viver com os meus pais, no entanto são dicas para memorizar e colocar em prática daqui a uns anos.

    Todos nós conhecemos essas dicas todas, no entanto nem sempre as aplicamos por esquecimento, inconsciência ou estupidez.

    Relembra-las só nos faz bem. 🙂

    Obrigado Ana Martelo

  2. Frutinha diz:

    Gostei das dicas, e não é so para quem mora sozinho!!
    Serve perfeitamente para casais e familias

  3. Maria Lopes diz:

    Recentemente encontrei uma amiga antiga que precisava de casa para vir acabar o curso, e como era uma pessoa 5 estrelas, decidi abrir-lhe as portas da minha. Assim a renda já não é tão pesada, as compras ao fim do mês ficam mais leves, as despesas com a casa são repartidas, e no final do mês já se consegue poupar uns trocos.

  4. Alexandra diz:

    O problema de viver sozinho é que se não formos nós a fazermos as coisas, ninguém as faz por nós e ninguém nos lembra de que temos de as fazer, por isso a disciplina e rotina para quem vive sozinho tem de estar muito mais interiorizada para que as coisas dêm certo.

  5. Catarina Lino diz:

    Boas dicas!!!
    Recentemente quando estive a frequentar o ensino superior partilhei casa com mais umas amigas e neste momento ao ler este artigo revejo-me nele.
    Partilhar casa é sempre muito mais em conta e na minha opinião até é mais agradável do que viver sozinho.
    Não deixamos de ter o nosso espaço e economicamente é muito mais vantajoso.
    A decoração é sempre um grande assalto à carteira, por isso concordo com os artigos em 2ª mão. Encontra-se sempre coisas vintage super giras e como já não se vê em muitos sítios acaba por ficar um espaço mais original.
    De todos os conselhos o único que eu não seguia, é o de ir às compras APENAS duas vezes por mês. Penso que ia quase todos os dias. Apesar de fazer lista, havia sempre alguma coisa que faltava.

  6. Rafa diz:

    Penso que poderiam fazer um artigo para poupança de estudantes universitários. Isto porque muitos vivem pela primeira vez sem os pais e não têm noção de como fazer compras, como manter uma casa ou como usar correcta e economicamente os electrodomésticos, a água, a luz, o gás, os cupões, etc.

    • Catarina Lino diz:

      Concordo contigo! Eu já tinha alguns conhecimentos e hábitos económicos porque já acompanhava e ajudava na casa dos meus pais, mas alguns dos meus colegas não tinham grandes noções de como poupar ou fazer com que o dinheiro chegasse até ao final do mês.

  7. Maria Ester diz:

    Gostaria de lhe falar de minha experiencia. vivo sósinha, este mês farei 78 anos se lá chegar e há conteúdo em suas palavras mas que comigo funcionam ao contrário. Como faço para que meu comentário se torne como o seu num artigo do POUPA E GANHA?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Receba este Ebook Grátis!

Ao subscrever a nossa Newsletter (100% gratuita), para além de receber este ebook, ainda passará a ser alertado via email para:

  • Dicas de poupança
  • Dicas sobre formas de obter rendimentos extra
  • Passatempos e outras ofertas exclusivas
Fechar esta janela

Não perca mais tempo. Envie-nos o seu email e em breve estará a ver como valeu a pena!

Não se preocupe, o seu endereço de email nunca será divulgado a terceiros.