8 dicas para lidar melhor com o dinheiro em casal

casal-1 8 dicas para lidar melhor com o dinheiro em casalPassar a viver com a nossa cara-metade é um passo muito feliz nas nossas vidas, mas acarreta também bastantes responsabilidades. Além disso, exige uma ginástica na gestão do dinheiro que é completamente diferente de quando vivemos sozinhos.

Por isso, existem muitos casais que atravessam crises sentimentais no início das suas relações ou que enfrentam problemas financeiros por não se adaptarem a essa nova realidade. Para evitar que isso aconteça, e em complemento ao que já foi dito no artigo 8 Dicas para Gerir Melhor o Dinheiro em Casal, apresentamos nas linhas abaixo mais 8 dicas para lidar melhor com o seu dinheiro na vida em casal.

1. NÃO GASTE APENAS PARA IMPRESSIONAR

Parece uma dica simples, mas muitas vezes esquecemos-nos dela. Várias pessoas tendem a gastar mais dinheiro do que necessário apenas para impressionar a sua cara-metade.

Normalmente, isso é algo que acontece nos primeiros encontros, mas se o continua a fazer mesmo quando já vivem juntos, então deve parar e repensar o que anda a fazer. Primeiro porque estará a criar uma imagem de si próprio que não corresponde à realidade; e segundo porque estará a endividar-se sem necessidade.

Portanto, seja autêntico, preste atenção ao que o seu par realmente gosta e não gaste mais do que pode.

2. ENCONTREM INTERESSES COMUNS QUE NÃO EXIJAM GASTAR DINHEIRO

As relações são construídas sobre bases de interesses comuns. Os namorados gostam (e devem) passar tempo juntos, a fazerem o que gostam. Por isso, procurem encontrar algo que ambos gostem de praticar e que não exija gastar muito dinheiro.

Ao passarem tempo juntos irão fortalecer a relação, ao mesmo tempo que poupam dinheiro!

3. SEJA HONESTO COM O SEU PARCEIRO NO QUE DIZ RESPEITO A DINHEIRO

É sabido que um casal não deve guardar segredos um do outro. No entanto, acontece muitas vezes as partes não serem totalmente honestas em relação a questões de dinheiro, por pensarem que não é um assunto assim tão importante. No entanto, abrir o jogo e não esconder decisões financeiras ou gastos efetuados por qualquer razão é a melhor decisão.

Se tem uma dívida que não consegue pagar, mais vale contar logo à sua cara-metade, mesmo que tenha vergonha em o assumir, antes que assuma proporções maiores. Ou então, se não está contente com um gasto que o seu parceiro fez e que considera desnecessário, procure falar sobre isso o mais rapidamente possível. E sempre de forma honesta.

4. DEMONSTRE O SEU AMOR DE FORMA FREQUENTE

Esta é uma dica que parece desnecessária, mas acredite que não é. Infelizmente, nem sempre o bom-senso prevalece nas nossas decisões do dia-a-dia.

Demonstrar o amor pela cara-metade de forma frequente, através de pequenos gestos, pode parecer algo normal e quase automático, mas muitas vezes é algo que desaparece ao longo das relações mais duradouras, especialmente quando o casal passa a viver junto. E isso leva a que, depois, sintam necessidade em prestar grandes provas de amor de quando em vez, que levam a inevitáveis gastos excessivos, que podem afetar o orçamento doméstico. Portanto, manter esta dica na mente e segui-la regularmente ajuda não só a manter a relação saudável, como também a poupar dinheiro.

5. PERCEBA QUE O DINHEIRO NÃO RESOLVE PROBLEMAS

Muitas vezes caímos no erros de pensar que o dinheiro pode resolver problemas nas relações e procuramos “comprar” o parceiro com prendas ou saídas caras. No entanto, mais importante que demonstrar excesso, que pode significar superficialidade, é demonstrar sinceridade e, claro, amor.

Por exemplo, um simples ramo de flores pode ser mais eficaz a fazer as pazes de uma discussão que uma viagem cara a qualquer destino paradisíaco. Por isso, lembre-se que o dinheiro não traz felicidade.

6. ENCORAJE O SEU COMPANHEIRO A POUPAR

Se não tem uma vida financeira propriamente desafogada, então é importante que se habituem a poupar. E para ajudar a fazê-lo, nada como incentivar e encorajar a sua cara-metade sempre que toma uma decisão mais acertada nesse campo.

Por exemplo, se o seu companheiro lhe prepara um jantar romântico em casa em vez e ir gastar o dobro do dinheiro num restaurante chique, faça questão de demonstrar o quão feliz está por aquela decisão acertada. Além de estarem a poupar, estarão também a fortalecer a relação.

7. PLANEIE O CASAMENTO CENTRADO NAS PESSOAS E NÃO NAS COISAS

Depois do assumir da relação e de passarem a viver como um casal, o passo seguinte costuma ser o casamento. Se está a planear o seu, considere focar-se mais nas pessoas que ama e não tanto nos objetos.

É habitual as bodas fugirem de controle e derraparem no orçamento, já que se tornaram em massivos eventos consumistas, onde se gasta dinheiro em dezenas de coisas desnecessárias. E enquanto estamos a gastar dinheiro nesses objetos, acabamos por perder o foco do que realmente interessa num casamento: o amor.

Por isso, lembre-se que mais importante do que o bolo, a banda ou as flores, são as memórias, os seus amigos e seus familiares. Por exemplo, mais importante do que encomendar um bolo grande, é garantir que o copo de água é acessível a todos os seus amigos; ou em vez de convidar todas as pessoas que conhece, opte por convidar apenas aqueles que gosta realmente e para quem esse dia será especial.

8. PLANEIE UMA LUA-DE-MEL ROMÂNTICA, NÃO UMA DISPENDIOSA

Depois do casamento, vem a lua-de-mel, outra ocasião que é muito fácil sair também de controlo. Por isso, lembre-se que, tal como a boda, o mais importante é o romance, a experiência e as memórias.

Para ser uma lua-de-mel memorável não tem que ser necessariamente cara. Mas tem que ser seguramente romântica. Por exemplo, em vez de escolher o destino exótico da moda, pesquise na agência de viagens quais os que estão mais em conta; ou então, em vez de ir fazer todas as atividades que lhe impingem no hotel ou na agência de viagens, escolha aqueles que realmente gostam de fazer juntos.

Comentários

comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Receba este Ebook Grátis!

Ao subscrever a nossa Newsletter (100% gratuita), para além de receber este ebook, ainda passará a ser alertado via email para:

  • Dicas de poupança
  • Dicas sobre formas de obter rendimentos extra
  • Passatempos e outras ofertas exclusivas
Fechar esta janela

Não perca mais tempo. Envie-nos o seu email e em breve estará a ver como valeu a pena!

Não se preocupe, o seu endereço de email nunca será divulgado a terceiros.