O fim das SCUTs…

auto-estrada O fim das SCUTs…Por mais protestos que se façam, por mais marchas lentas que se organizem, parece que é inevitável: a partir do próximo dia 1 de Julho de 2010, e até noticias em contrário, as SCUTs (Sem Custos para o UTilizador) do Grande Porto, Costa de Prata e Norte Litoral, passarão a ser portajadas.

Para se manter a par das novidades relacionadas com este tema, recomendo que visite regularmente o seguinte site: Portagens nas concessões do Grande Porto, Costa de Prata e Norte Litoral

Nesse site, é-nos indicada localização de os lanços sujeitos e isentos de portagem, os pontos de cobrança electrónica e a taxa de portagem para todas as concessões “afectadas”.

Vamos de mal a pior… 🙁

Comentários

comentários

8 respostas

  1. zephirus diz:

    Eu acho que não deviam ser pagas mas discordo totalmente de quem diz que é discriminação com o Norte. Que eu saiba, as duas pontes de Lisboa são pagas e bem pagas enquanto que no Norte são todas gratuitas. A haver discriminação seria em Lisboa (e eu não concordo que haja).

  2. Tânia diz:

    Já não bastava o aumento do IVA… 🙁

  3. Parece que para já está parada esta situação o que é bom.

    Quanto às pontes de Lisboa são portajadas ok. Mas se vocês entrarem na ponte por engano sem terem o chip não vos acontece nada… Aqui no Porto levaríamos uma multa para casa ;). Outra coisa, as SCUT’s, que eu saiba foram criadas como Sem Custos para o Utilizador daí o nome SCUT, e seriam as supostas alternativas às autoestradas que são pagas, agora se as SCUT’s também são pagas como é que andamos nas estradas? Por quelhas e alternativas totalmente degradadas?
    Deve haver alternativa, e no Porto não há alternativa.

    Então assim rapidamente vimos dois pontos sobre as quais as SCUT não podiam mesmo avançar… A falta de alternativas e o método como queriam pôr o pagamento a ser feito.

    • zephirus diz:

      Em relação aos chips estamos todos de acordo. Eu também não concordo e penso que é a idea geral. Nem sequer discuti isso porque não faz de facto sentido. Em relação às alternativas, parece-me comodismo a mais da parte de quem estava habituado às SCUTs grátis. Eu em Lisboa não tenho alternativa nenhuma à ponte 25 de Abril. Faço diariamente 17km para o trabalho e outros 17 para voltar. E pago SEMPRE a portagem da ponte para fazer 1/3 desse percurso. Por acaso até tenho alternativa, visto os calções de banho e vou a nado.

      Concluindo, o português nunca quer pagar nada e quer tudo gratuito e o problema é que agora é tarde para resolver esta questão. Qualquer medida que abra excepções vai sempre ser má. Por mim ou pagam todos ou não paga nenhum e a haver prejudicados (que eu não digo que haja, nem me queixo disso como agora as pessoas no Norte se queixam), seriam as pessoas de Lisboa. Eu pago a ponte 25 de Abril (sem alternativas) e ainda pago com os meus impostos as vossas SCUTs gratuítas. Enquanto que muita gente andou estes anos todos a andar em SCUTs gratuitas e também não paga a ponte que eu atravesso.

  4. AnimalBear diz:

    O nosso governo devia de ir para a rua mas os portugueses não fazem nada?
    Só na França basta queimar carros, partir lojas e etc… para o governo mudar de opinião lol.

  5. luciano m diz:

    Os pagamentos das SCUT vão afectar drasticamente todos, todas as empresas, as pessoas, as câmaras, de tal forma que vai sair mais caro ao estado que manter manter a situação actual, mas com esta corja de políticos nem adianta perder tempo mais tarde ou mais cedo vão ter o que merecem.
    as estradas que rodeavam esta zona Espinho distrito Aveiro e até ao Porto eram todas (IC) e os malabaristas do governo transformaram-nas em (A) para poderem agora portaga-las são uns crápulas sem escrúpulos é pena ficarem impunes e o povo continuar a confiar neles.

  6. carlos diz:

    Bora meter os políticos para a rua…
    Marcávamos um dia e fazíamos para portugal de norte a sul..
    Temos k dizer senão nunca mais vai parar…

  7. Manuel diz:

    Moito obrigado, a tua información e de muita ajuda para nos..

    Outro asunto e a oportunidad e o sistema de pago que estableceu o goberno portugues. Non parece este facilitando as cousas a os ciudadanos..

    Obrigado..

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Receba este Ebook Grátis!

Ao subscrever a nossa Newsletter (100% gratuita), para além de receber este ebook, ainda passará a ser alertado via email para:

  • Dicas de poupança
  • Dicas sobre formas de obter rendimentos extra
  • Passatempos e outras ofertas exclusivas
Fechar esta janela

Não perca mais tempo. Envie-nos o seu email e em breve estará a ver como valeu a pena!

Não se preocupe, o seu endereço de email nunca será divulgado a terceiros.