Poupar dinheiro sem parecer forreta!

Ser poupado, não significa necessariamente ser forreta!

Dependendo das nossas atitudes enquanto “poupadinhos”, é bastante fácil vermos a nossa reputação manchada com adjetivos como sovina, avarento ou somítico. E o mais curioso, é que muitas vezes não estamos sequer a poupar dinheiro com essas atitudes.

Aqui tem uma lista de atitudes que o podem fazer parecer forreta e que pouco ou nada o ajudam a poupar!

COMPRAR PRODUTOS DE MÁ QUALIDADEcamisola-encolheu Poupar dinheiro sem parecer forreta!

Quem é realmente poupado, foca-se em ter mais por menos. Já quem é forreta, apenas olha para o preço sem nunca questionar por que motivo é aquele produto tão barato!

Desde roupa que encolhe na primeira lavagem a gadgets que duram um mês, comprar barato sem olhar à qualidade, pode muitas vezes levar a gastos desnecessários. Como já diziam os antigos “o barato sai caro”.

Como mencionei no artigo Comprar ou não comprar… eis as 4 questões, “sou demasiado pobre para comprar coisas de má qualidade”!

COMER ALIMENTOS FORA DE PRAZO

Tal como referi no artigo Prazos de validade: estaremos a desperdiçar comida?, até ao término do prazo de validade, os produtores e embaladores garantem o aspeto, gosto, textura, cheiro e cor dos alimentos. Findo o prazo de validade, o produtor e embalador já não se responsabilizam pelo alimento consumido.

Os prazos de validade são, normalmente, mais vistos como diretrizes do que como regras rígidas. Mas existe quem leve essa ideia um pouco longe demais. Comer alimentos que já se encontram bem longe do prazo de validade imposto pelo produtor, para além de desagradável, pode ser perigoso.

Quem vê essa prática como uma forma de poupar dinheiro, pode acabar gastando muito mais do que poupou em medicamentos, ou até ter que faltar ao emprego! Estas são possíveis consequências de quem foi forreta ao ponto de comer algo que deveria ter ido para o lixo.

Mais importante do que evitar comer produtos fora de prazo, é saber planear as suas refeições de modo a evitar o desperdício.

IGNORAR O EMPREGADO DE RESTAURANTEgorjeta Poupar dinheiro sem parecer forreta!

Evitar contacto visual, fazer de conta que nem o vê ou até mesmo ser bruto para com um empregado de restaurante, tudo isto com o objetivo de no final não ter de se justificar a si próprio por não dar gorjeta, é ser-se forreta!

A gorjeta é um gesto de simpatia e agradecimento pelo serviço do funcionário que serve à mesa. Obviamente (excetuando raros casos que penso não existir em Portugal), que não é obrigação do cliente dar gorjeta!

Se não se pode dar ao luxo de dar uma pequena gratificação ao empregado pelo seu bom atendimento, talvez deva começar a questionar se uma ida ao restaurante não será também um luxo.

Dar ou não dar gorjeta é uma decisão que depende de si, mas não altere as suas atitudes perante o empregado apenas para evitar dar gorjeta.

CONDUZIR UM CARRO QUE ESTÁ CONSTANTEMENTE A PRECISAR DE REPARAÇÕES

Considerar que é uma pessoa poupada porque conduz um carro com idade avançada, pode fazê-lo parecer forreta e não o levar a poupança nenhuma!

Excetuando os casos em que o proprietário até tem jeito para a mecânica automóvel e lá vai conseguindo arranjar peças a bom preço para o seu carro, manter um carro velho de boa saúde pode sair caro.

Mais vale optar por comprar um novo carro (e com “novo” quero dizer novo para si), que muito provavelmente será mais económico tanto a nível de consumos como de reparações.

ABUSAR DO QUE É DE BORLA

Se é gratuito, leve tudo o que puder, mesmo que não precise… e pareça forreta!

Apenas para pegar num exemplo, quando falei aqui no blog sobre os pacotinhos abandonados, referi-me aos pacotes de ketchup dos restaurantes fastfood que levo para casa quando me sobram no tabuleiro… nunca disse que pegava em todos os pacotinhos gratuitos que me apareciam à frente! 😀

Esse género de brindes, ou produtos disponibilizados de forma gratuita e não controlada, estão lá para o ajudar a aproveitar a experiência. Quem os lá coloca talvez acredite que a maioria das pessoas têm bom senso, mas todos sabemos que não é bem assim.

E você, conhece mais atitudes que mais do que poupar dinheiro, só nos fazem parecer forretas?

Comentários

comentários

15 respostas

  1. sempre no banhanço diz:

    As pessoas chamam me forreta e unha de fome sou PK sou poupado. Alguns dos meus hábitos para poupar são :
    -quando vou a casas de banho publicas tiro o rolo de papel e sabonete e levo para minha casa para assim evitar gastar dinheiro e também ir a casa de banho do café ao lado da minha casa para não gastar agua. Durante o dia abro sempre as janelas para entrar bem a luz e não ter de gastar electricidade e durante a noite fica só a luz da televisão ligada . quando vou comprar fruta ao modelo tiro sempre os cales doa frutos e como lá muitas uvas e cerejas de modo a encher a barriga lá e levar menos pa casa e poupar dinheiro. A agua que bebo em casa sou eu que vou ao chafariz com garrafões e encho os bastante raramente uso agua de casa o que me poupa bastante a fatura. Tomo duches de 5 min e poupo agua . bem aqui ficam as dicas para poupar e Ter sempre ao fim do mes um bom dinheiro de parte. Estou neste momento a ganhar 700 euros e consigo poupar ao fim do mes cerca de 350 euros e possuo um BMW de 2005 que comprei graças as poupanças . o carro e muito económico . na alimentaçao compro só o necessário e nunca bebo sumos

  2. Paula diz:

    sempre no banhaço

    desculpe mas essa de tirar o papel higienico mais que poupança acho roubo e mesmo falta de bom senso.

  3. Alexandra Louro Martins diz:

    Concordo que abusar de coisas que são de borla, ou evitar o contacto com o empregado para não dar gorjeta, são atitudes que nos fazem parecer mal vistos, mas uma pessoa forreta é aquele que apesar de ter poder de compra opta por tudo o que é mais barato, ou simplesmente por não gastar. Andar com um carro velho quando se pode ter um novo, faz parecer um bocado forreta, mas consumir coisas de fraca qualidade ou que já passaram do prazo, às vezes é a diferença entre comer ou passar fome, às vezes aquele 1,5€ que se podia gastar para comprar um alimento se melhor qualidade é a diferença entre poder trazer mais uma embalagem de iogurtes ou dois pacotes de leite.
    O ser humano tende a julgar as pessoas sem saber a vida delas, muitas vezes pensamos que a pessoa é forreta quando na verdade é apenas uma lutadora que faz os possíveis para gerir o pouco que tem sem ter que ficar a dever nada.

    • Miguel diz:

      Obrigado Alexandra pelo seu comentário. Compreendo perfeitamente o seu ponto de vista. No entanto não foi bem essa a mensagem que tentei passar! Eu não associo o forreta a uma pessoa necessitada, mas sim a alguém agarrado ao dinheiro, sovina… e que por vezes, sem se aperceber, ao tentar poupar cêntimos, ainda acaba por gastar mais.

  4. ACláudia Freitas diz:

    Não sou forreta e no entanto não perco uma oportunidade de pupoar ou fazer stock se realmente compensar 🙂

  5. Susana Galveias diz:

    Não sou forreta, mas não ando por aí a desperdiçar dinheiro e sim, o que posso aproveitar sem gastar um tostão aproveito, mas sem roubar ou prejudicar alguém. Existem muitas ofertas que se podem ter, e eu a essas, vou a todas…vales de desconto, promoções….Isto não é ser forreta, é ser esperto! 😉

  6. ACláudia Freitas diz:

    Noa precisamos ser forretas para poupar temso é de saber ser espertos e aproveitar as oportunidades .

  7. Joana Pereira Happiny diz:

    Mesmo, essa de comer alimentos fora do prazo conheço pessoal que o faz, por causa de necessidade eu entendo. Mas o melhor será ter em atenção as datas na altura da compra 😉 Forreta e poupado são coisas diferentes 😀

  8. Susana Galveias diz:

    Os iogurtes muitas das vezes fora de prazo são ainda melhores, mas é uma das coisas que ao abrir consegue-se ver logo se estão boas ou não, mas eu não costumo fazer isso.

  9. Joana Pereira Happiny diz:

    Nada que esteja fora de prazo pode ser melhor. Eu não arrisco, se tem um prazo é para cumprir, e antes de comprar é um dos erros que não deixo passar. Compro sempre com duração de um mês,.

  10. américo ribeiro diz:

    “Alguns dos meus hábitos para poupar são:” ROUBAR
    “e como lá muitas uvas e cerejas de modo a encher a barriga” ROUBAR
    São estes os seus hábitos de poupança? Deveria era estar presa aí sim pouparia, só era pena sermos todos nós a pagar a sua “estadia”, mas falo-ia com todo o gosto.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Receba este Ebook Grátis!

Ao subscrever a nossa Newsletter (100% gratuita), para além de receber este ebook, ainda passará a ser alertado via email para:

  • Dicas de poupança
  • Dicas sobre formas de obter rendimentos extra
  • Passatempos e outras ofertas exclusivas
Fechar esta janela

Não perca mais tempo. Envie-nos o seu email e em breve estará a ver como valeu a pena!

Não se preocupe, o seu endereço de email nunca será divulgado a terceiros.