Poupe Dinheiro Dominando a Regra dos 3 Dias

cartao-credito Poupe Dinheiro Dominando a Regra dos 3 DiasQuando sentir vontade de comprar algo dispendioso, controle-se e não compre de imediato.

Reserve algum tempo, uns três dias pelo menos, para refletir sobre a necessidade dessa compra.

Provavelmente já lhe aconteceu ver um produto numa loja que lhe desperta imenso a atenção e vontade de o adquirir, mas no dia seguinte já não o olha com os mesmos olhos e considera-o dispensável.

Claro que por vezes não é fácil adiar essa decisão, principalmente porque as próprias lojas por vezes nos pressionam a pensar rápido. Como é o caso das promoções limitadas ao stock existente ou válidas apenas por um determinado período.

Três dias deverão ser suficientes para concluir se esse produto realmente lhe faz falta, talvez até mude de ideias e esqueça essa compra em muito menos tempo do que imagina.

Pois, a regra dos três dias pode ser utilizada para isso mesmo, ponderar a compra refletindo sobre a sua necessidade.

O que hoje parece útil, amanhã poderá parecer fútil.

Já agora, aprenda a dominar também a regra dos 10 segundos! 🙂

Comentários

comentários

20 respostas

  1. Liliana Pinto diz:

    já me aconteceu e por diversas vezes, ja comprei por impulso e depois arrependi-me..ou porque a roupa nao ficava tão bem, ou porque não era bem aquilo que queria…

  2. Frutinha diz:

    Tanta vez que comprei e me arrependi!!! :s
    Agora penso, se quizer algo aponto na agenda ou no telemovel e passado uns dias volto a olhar para a lista. Acontece-me muitaaaaaaaaaaaas vezes riscar coisas que estão lá e pensar “ehk não preciso nada disto”
    E assim poupei uns bons trocos.
    Não ás compras de impulso! 🙂

  3. Alexandra diz:

    Nada melhor que vir para casa e “dormirmos sobre o assunto”, se no dia seguinte ainda acordamos a pensar nisso então é porque queremos mesmo, mas acho que os três dias é mesmo o tempo certo para reflectir se calhar ao fim desse tempo já nem nos lembramos.

  4. Aplico essa regra no caso dos electrodomésticos, tecnologias e outras coisas que pesam no orçamento…
    Uso esses dias para procurar opiniões/feedbacks, ver quais os preços noutros lados, etc…

  5. ACláudia Freitas diz:

    É uma boa solução, antigamente acontecia-me mto enquato não comprava não descansava depois perdia a graça! Agora já podero bastante antes de comprar.

  6. Sofia Oliveira diz:

    As minhas compras grandes geralmente são ponderadas com alguma antecedência.

  7. Susana Galveias diz:

    Raramente compro por impulso, aliás, quando vou ás compras faço sempre uma lista do que preciso, que vai sendo elaborada conforme as coisas vão acabando, são sempre produtos que tenho a certeza que preciso, e não fujo dessa lista! 😀

  8. Joana Pereira Happiny diz:

    Eu faço sempre lista antes de comprar, e comparo sempre as promoções 😉 É muito importante não comprar por impulso, gera sempre más escolhas e uma conta mais alta 😀

  9. Gisela Rego diz:

    Pois, confesso que quando fico deprimida compro uma coisita para me animar…

  10. Gisela Rego diz:

    Quando digo coisita digo algo não muito dispendioso, uma peça de roupa… Agora coisas dispendiosas só após muita refleção.

  11. Gisela Rego diz:

    Mulher prevenida vale por duas, já lá dizia a minha mãe.

  12. Joana Pereira Happiny diz:

    Eu até para comprar roupa gosto de programar, para ver o que “preciso” de comprar para completar o guarda-roupa 😀

  13. Susana Galveias diz:

    ah sim, só compro roupa, quando programo e sei exatamente o que quero. Eu não a “mulher típica”, porque vou tanta vez às lojas e não gosto nem compro nada.

  14. Joana Pereira Happiny diz:

    Olha nisso não, eu sei sempre em que lojas vou encontrar o que quero, e se meter na cabeça que não compro, não compro. Eu gosto de comprar online, compro roupa muito mais barata e com qualidade 😉

  15. Gisela Rego diz:

    E quando se vai ao hipermercado nunca se deve ir de barriga vazia… compramos coisas supérfluas.

  16. Sofia Oliveira diz:

    Mas as compras habituais de supermercado comprando online poupa-se muito mais. Eu quando faço as compras deixo a lista e gravo, depois olho outra vez e acabo sempre por retirar coisas que acho desnecessárias.

  17. Sofia Oliveira diz:

    No jumbo os clientes podem usar aquele dispositivo que vão controlando o valor, mas pessoalmente há sempre a tentação de levar este ou aquele produto

  18. Sofia Oliveira diz:

    Mas ja´fiz muitas compras por impulso, até já comprei coisas que nunca usei

  19. Paula Pimentel diz:

    Comprar por impulso não resulta. Acabamos sempre no arrependimento. Hoje em dia e devido a crise económica instalada, as pessoas acabam mesmo por pensar bem antes de agir por impulso

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Receba este Ebook Grátis!

Ao subscrever a nossa Newsletter (100% gratuita), para além de receber este ebook, ainda passará a ser alertado via email para:

  • Dicas de poupança
  • Dicas sobre formas de obter rendimentos extra
  • Passatempos e outras ofertas exclusivas
Fechar esta janela

Não perca mais tempo. Envie-nos o seu email e em breve estará a ver como valeu a pena!

Não se preocupe, o seu endereço de email nunca será divulgado a terceiros.