Riscos do Contrato por Diferença (CPD)

assinar-contrato Riscos do Contrato por Diferença (CPD)Em finanças, contratos por diferenças (CPDs) são categorizados como produtos alavancados. Isto significa que com um pequeno investimento inicial, existe potencial para retorno equivalente ao do mercado subjacente. Instintivamente, este seria um investimento óbvio para um negociante.

Infelizmente, negócios de margem podem não só ampliar o lucro como também a perda. As aparentes vantagens do comércio CPD muitas vezes mascaram os riscos associados.

Tipos de risco que são muitas vezes negligenciados são o risco de contraparte, risco de mercado, risco de capital do cliente e risco de liquidez. (Para mais, veja: Types of Investment Risks.)

Risco de Contraparte

A contraparte é a companhia que providencia os ativos numa transação financeira. Ao comprar ou vender um CPD, o único ativo a ser negociado é o contrato emitido pelo fornecedor do CPD. Isto expõe o negociador às outras contrapartes do fornecedor, incluindo outros clientes com os quais o fornecedor de CPD tenha negócios. O risco associado com as contrapartes é o de estas falharem no cumprimento das suas obrigações financeiras. Se o fornecedor for incapaz de cumprir essas obrigações, então o valor do ativo subjacente já não é relevante. (Para mais, veja: Introduction to Counterparty Risk.)

Risco de Mercado

Contratos por diferenças são ativos derivativos que um negociador utiliza para especular no movimento de ativos subjacentes, como ações. Se este acreditar que o ativo subjacente irá aumentar, o investidor irá escolher uma posição de longa duração. Reciprocamente, um investidor irá escolher uma posição curta se acreditar que o valor do ativo irá cair. Você espera que o valor do mercado do ativo subjacente vá na direção que lhe é mais favorável.

Na realidade, mesmo os investidores mais instruídos podem estar errados. Informação inesperada, mudanças nas condições do mercado e políticas governamentais podem resultar em alterações rápidas. Devido à natureza dos CPD’s, pequenas mudanças poderão ter um grande impacto no retorno. Um efeito desfavorável no valor do ativo subjacente poderá levar o fornecedor a exigir um segundo pagamento de margem. Se as exigências de margem não forem cumpridas, o fornecedor poderá fechar a sua posição ou poderá ter de vender numa perda. Conhece a sua tolerância ao risco? Para mais, veja: What Is Your Risk Tolerance?

Risco de Capital do Cliente

Em países onde os CPD são legais, existem leis de proteção do capital do cliente para proteger o investidor de práticas potencialmente prejudiciais de fornecedores de CPD. Por lei, o dinheiro transferido para o fornecedor de CPD tem de ser segregado do capital do fornecedor de forma a prevenir os fornecedores de restringir os seus próprios investimentos. No entanto, a lei poderá não proibir o capital do cliente de ser agrupado em uma ou mais contas.

Quando existe um acordo de contrato, o fornecedor retira uma margem inicial e tem o direito de requisitar mais margens da conta agrupada. Se os outros clientes na conta agrupada falharem em cumprir as exigências de margem, o fornecedor de CPD tem o direito de efetuar um draft na conta agrupada com potencial de afetar potencial retorno. (Para mais, veja: Tips For Resolving Disputes With Your Financial Advisor.)

Riscos de Liquidez e Gapping

As condições do mercado afetam muitas transações financeiras e podem aumentar o risco de perdas. Quando não existem negócios suficientes a serem efetuados no mercado por um ativo subjacente, o seu contrato existente pode tornar-se ilíquido. Nesta altura o fornecedor de CPD pode requisitar pagamentos adicionais de margem ou fechar contratos a preços inferiores.

Devido à natureza rápida dos mercados financeiros, o preço de um CPD pode descer antes que o seu negócio possa ser executado ao preço previamente acordado, também conhecido como gapping. Isto significa que a um detentor de um contrato existente seria requerido tirar menos que o lucro ou cobrir quaisquer perdas incorridas pelo fornecedor do CPD. (Para mais, veja: Understanding Financial Liquidity.)

Moral da História

Mesmo com uma baixa taxa inicial e potencial para grande retorno, o negócio de CPD pode resultar em ativos ilíquidos e perdas graves. Ao negociar CPD, para ordens de perda pode ajudar a mitigar riscos aparentes. Uma paragem garantida de ordem de perda, oferecida por alguns fornecedores de CPD, é um preço predeterminado que, quando atingido, fecha o contrato automaticamente.

Ao pensar em participar num deste tipo de investimentos, é importante avaliar os riscos associados a produtos alavancados. As perdas resultantes podem por vezes ser maiores do que inicialmente esperado.

Comentários

comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Receba este Ebook Grátis!

Ao subscrever a nossa Newsletter (100% gratuita), para além de receber este ebook, ainda passará a ser alertado via email para:

  • Dicas de poupança
  • Dicas sobre formas de obter rendimentos extra
  • Passatempos e outras ofertas exclusivas
Fechar esta janela

Não perca mais tempo. Envie-nos o seu email e em breve estará a ver como valeu a pena!

Não se preocupe, o seu endereço de email nunca será divulgado a terceiros.