Variações de preços entre companhias de eletricidade podem ajudá-lo a poupar a cada mês

poste-eletricidade Variações de preços entre companhias de eletricidade podem ajudá-lo a poupar a cada mês

A abertura do mercado livre energético provocou grandes mudanças no setor. Desde Setembro de 2006, todos os consumidores de Portugal continental passaram a ter o direito de escolher a companhia de eletricidade que melhor se adapte às suas necessidades.

Esta concorrência, muito saudável para os portugueses, provoca a disputa das empresas ao oferecer as tarifas mais baratas e uma atenção ao cliente de qualidade e personalizada. Fatores como pagamentos feitos com débito direto, faturação eletrónica ou a contratação online passaram também a ser levados em consideração no momento de oferecer descontos. Algumas companhias também incluíram serviços de assistência técnica entre seus planos, inclusive em casos de urgência, para assim poderem atender os clientes em tudo o que fosse preciso.

Hoje, cerca de 10 anos depois, Portugal, que antes concedia o monopólio da comercialização de energia à EDP Serviço Universal, atualmente já conta com um total de 21 empresas fornecedoras de eletricidade e, aproximadamente, 4.58 milhões de clientes no mercado livre, 79% deles no segmento doméstico. Os clientes que ainda não aderiram ao mercado livre necessitam de o fazer até Dezembro de 2017, prazo máximo estipulado para tal fim.

QUANTO PODEMOS POUPAR?

Para que possamos entender as diferenças tarifárias e a possível poupança para o consumidor português, estabelecemos uma comparação entre quatro fornecedoras de eletricidade, sempre levando em conta tarifas simples, planos básicos, e sem restrições quanto ao método de pagamento ou à faturação. Além disso, escolhemos trabalhar com uma potência de 6,9kVA que seria, por exemplo, para uma residência de uma família de 4 a 5 pessoas e consideramos um consumo mensal de 500kWh:

  • a primeira companhia escolhida é a EDP Serviço Universal, comercializadora do mercado regulado e que trabalha com as tarifas transitórias reguladas pela ERSE. Segundo seus valores, o consumo anual hipotético que criamos seria de 1090,32€;
  • a segunda empresa é a EDP Comercial, líder do mercado livre com 85.3% da quota de clientes. Os preços do seu plano EDP Energia em tarifa simples são exatamente os mesmos da EDP Serviço Universal, portanto o consumidor não irá pagar menos neste caso ao fazer a transição do mercado regulado ao livre. A soma anual do consumo então, também seria 1090,32€;
  • a terceira utilizada na comparação é a Goldenergy, companhia que, apesar do pouco tempo de existência, se utilizarmos como referência as suas principais rivais, como EDP, Endesa e Iberdrola, já é a quinta principal empresa do mercado livre. O custo total anual, considerando as hipóteses que dissemos antes e, de acordo com seu plano Monoelétrico, é de 1065,94€;
  • Por último, falaremos da Elusa, empresa ainda pouco conhecida pelos portugueses e que começou a comercializar energia para o setor doméstico somente a partir do primeiro semestre de 2015. Com ela encontramos os preços mais baixos entre as comparadas, chegando a um total anual de 1053,12€.

Um ponto importante a destacar é exatamente o fato de que a comercializadora menos conhecida é a que possui o preço mais conveniente. Geralmente, estas acabam sendo mais vantajosas economicamente porque precisam de valores competitivos para se poderem destacar num setor onde as grandes multinacionais são normalmente as maiores detentoras do mercado.

Estes já quase 5% de variação de valores que encontramos entre as fornecedoras de eletricidade citadas, podem ser ainda mais altos, dependendo do plano escolhido das companhias, ou se optamos por tarifas horárias.

Carlos Afonso Sobral, responsável da Selectra Portugal, empresa comparadora das tarifas no mercado livre de eletricidade e gás afirma: “Damos sempre ênfase ao fato de que cada cliente deverá comparar todas as companhias e planos tarifários do mercado livre. As variações de preço podem ser bastante elevadas e é importante procurar a melhor maneira de poupar nas nossas faturas a cada mês. Destaco também que cada pessoa ou residência tem suas próprias necessidades e, nem sempre o que é melhor para um, será para outro. É importante procurar sempre uma empresa que possua um serviço personalizado e que ouça o que cada cliente necessita.”.

Para mais informações relacionadas com o mercado energético em Portugal, recomendo que visite o LOJALUZ, o primeiro portal de ajuda gratuita aos clientes do Mercado Livre da luz e do gás natural.

Comentários

comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Receba este Ebook Grátis!

Ao subscrever a nossa Newsletter (100% gratuita), para além de receber este ebook, ainda passará a ser alertado via email para:

  • Dicas de poupança
  • Dicas sobre formas de obter rendimentos extra
  • Passatempos e outras ofertas exclusivas
Fechar esta janela

Não perca mais tempo. Envie-nos o seu email e em breve estará a ver como valeu a pena!

Não se preocupe, o seu endereço de email nunca será divulgado a terceiros.