Esta semana tive uma consulta com um novo cliente que pretende adquirir um imóvel.

O “Mário” (nome fictício) veio ter connosco por “descargo de consciência”, estava seguro que não podíamos fazer nada melhor do que aquilo que ele obtivera através da recomendação de um amigo.

A reacção dele ao nosso trabalho foi de tal forma entusiástica que deu para perceber a sensação de “dever cumprido”! Por isso não resisto a partilhar a experiência convosco. 🙂

Ele vinha munido de algumas simulações que tinha obtido junto das instituições financeiras mais sonantes da nossa praça. Aquela que mais o entusiasmou, e de todas sem dúvida a melhor, é a que está descrita como Alternativa I.

Mas… com alguns “ajustes” obtivemos a Alternativa II.

Valor de avaliação do imóvel – 185.000,00€
Valor do financiamento – 144.000,00€
Relação financiamento/garantia (LTV) < 80%

Alternativa I:

Spread – 1,25%
Prazo – 30 anos
Obrigatoriedades – conta ordenado, dois débitos directos, cartão multibanco e adesão ao homebanking, seguro de vida e seguro multiriscos na instituição.
Total mensal = 679,82€

Alternativa II:

Spread – 1,40%
Prazo – 30 anos
Obrigatoriedades – conta ordenado, dois débitos directos, cartão multibanco e adesão ao homebanking.
Total mensal = 641,50€

Resumo:

Poupança mensal = 38,32€
Poupança anual = 459,84€
Poupança no final dos 30 anos = 13.795,20€

DEIXE A SUA OPINIÃO

Agora a parte onde preciso da vossa ajuda.

Leia também:  Porque devemos lavar bem as mãos

Qual será a justificação para obtermos esta diferença mensal? Escolha a opção que lhe parece correcta e deixe o seu comentário!

  • a) Despesas pela conta ordenado e/ou comissões de cobrança da prestação incluídas na alternativa I
  • b) EUR num caso a 3M e noutro a 6M
  • c) Seguros feitos dentro da instituição numa simulação e directamente numa seguradora por intermédio da Decisões e Soluções
  • d) Valor residual num caso e noutro não
  • e) Diferentes instituições de crédito

Conto com a vossa colaboração!!! 😉

Dentro de dias publicamos a operação financeira completa, identificando a resposta correcta!

15 COMENTÁRIOS

    • Olá Daniel

      É verdade, não está trocado 🙂
      Qual das hipóteses te parece mais provável para justificar este facto?

    • Sem dúvida que nos dias que correm a consultadoria financeira é essencial para ajudar a maioria da população que segundo me parece, na maioria dos casos nem conhece o vosso trabalho e se rege por aquilo que lhes é dito nos bancos.
      Esta divulgação é óptima para ajudar a baixar as prestações entre outros conselhos.
      Parabéns pelo vosso trabalho.
      Na minha opinião a resposta “C” será a mais indicada.

      • Obrigada Ana, pelo comentário e pelos elogios!
        Quanto à resposta, já, já, vamos ficar a saber se está certa ou não 🙂
        Cumprimentos,
        Mónica Carvalhido

    • Olá João Pedro

      Em qualquer uma das alternativas o valor dos seguros está contabilizado.
      Qual das hipóteses te parece mais provável para justificar a variação?

  1. Deve ser mesmo a C.

    Mas devia estar colocado na alternativa II, que já inclui os seguros, só soube isso pelos comentários. Ao ler apenas o post, pareceu-me lógica a descida na prestação, pois não teria os seguros incluídos.

    Bom trabalho Mónica.

    • Obrigada Eugénio, pelo comentário e pela crítica – tens toda a razão!
      De qualquer maneira aproveito para dizer uma vez mais que os seguros estão incluídos nas duas alternativas.
      Cumprimentos,
      Mónica Carvalhido

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here