Crédito Habitação

Esta semana tive uma consulta com um novo cliente que pretende adquirir um imóvel.

O “Mário” (nome fictício) veio ter connosco por “descargo de consciência”, estava seguro que não podíamos fazer nada melhor do que aquilo que ele obtivera através da recomendação de um amigo.

A reação dele ao nosso trabalho foi de tal forma entusiástica que deu para perceber a sensação de “dever cumprido”! Por isso não resisto a partilhar a experiência convosco. 🙂

Ele vinha munido de algumas simulações que tinha obtido junto das instituições financeiras mais sonantes da nossa praça. Aquela que mais o entusiasmou, e de todas sem dúvida a melhor, é a que está descrita como Alternativa I.

Mas… com alguns “ajustes” obtivemos a Alternativa II.

Valor de avaliação do imóvel – 185.000,00€
Valor do financiamento – 144.000,00€
Relação financiamento/garantia (LTV) < 80%

Alternativa I:

Spread – 1,25%
Prazo – 30 anos
Obrigatoriedades – conta ordenado, dois débitos diretos, cartão multibanco e adesão ao homebanking, seguro de vida e seguro multiriscos na instituição.
Total mensal = 679,82€

Alternativa II:

Spread – 1,40%
Prazo – 30 anos
Obrigatoriedades – conta ordenado, dois débitos diretos, cartão multibanco e adesão ao homebanking.
Total mensal = 641,50€

Resumo:

Poupança mensal = 38,32€
Poupança anual = 459,84€
Poupança no final dos 30 anos = 13.795,20€

DEIXE A SUA OPINIÃO

Agora a parte onde preciso da vossa ajuda.

Qual será a justificação para obtermos esta diferença mensal? Escolha a opção que lhe parece correta e deixe o seu comentário!

  • a) Despesas pela conta ordenado e/ou comissões de cobrança da prestação incluídas na alternativa I
  • b) EUR num caso a 3M e noutro a 6M
  • c) Seguros feitos dentro da instituição numa simulação e diretamente numa seguradora por intermédio da Decisões e Soluções
  • d) Valor residual num caso e noutro não
  • e) Diferentes instituições de crédito

Conto com a vossa colaboração!!! 😉

Dentro de dias publicamos a operação financeira completa, identificando a resposta correta!

15 COMENTÁRIOS

    • Olá Daniel

      É verdade, não está trocado 🙂
      Qual das hipóteses te parece mais provável para justificar este facto?

    • Sem dúvida que nos dias que correm a consultadoria financeira é essencial para ajudar a maioria da população que segundo me parece, na maioria dos casos nem conhece o vosso trabalho e se rege por aquilo que lhes é dito nos bancos.
      Esta divulgação é óptima para ajudar a baixar as prestações entre outros conselhos.
      Parabéns pelo vosso trabalho.
      Na minha opinião a resposta “C” será a mais indicada.

      • Obrigada Ana, pelo comentário e pelos elogios!
        Quanto à resposta, já, já, vamos ficar a saber se está certa ou não 🙂
        Cumprimentos,
        Mónica Carvalhido

    • Olá João Pedro

      Em qualquer uma das alternativas o valor dos seguros está contabilizado.
      Qual das hipóteses te parece mais provável para justificar a variação?

  1. Deve ser mesmo a C.

    Mas devia estar colocado na alternativa II, que já inclui os seguros, só soube isso pelos comentários. Ao ler apenas o post, pareceu-me lógica a descida na prestação, pois não teria os seguros incluídos.

    Bom trabalho Mónica.

    • Obrigada Eugénio, pelo comentário e pela crítica – tens toda a razão!
      De qualquer maneira aproveito para dizer uma vez mais que os seguros estão incluídos nas duas alternativas.
      Cumprimentos,
      Mónica Carvalhido

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.