Alguns Conselhos de Poupança para o seu Casamento

A organização de um casamento não precisa de arrasar com as finanças do casal. Venha conhecer algumas formas de poupança no casamento.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Casamento

O casamento é muitas vezes referido como um dos dias mais importantes da vida em casal. Talvez só igualável com o dia do nascimento de um filho. No entanto, este pode facilmente tornar-se num autêntico pesadelo para as suas finanças.

Por ser um evento que envolve uma infraestrutura de alguma dimensão, os gastos podem facilmente descontrolar-se. Neste artigo iremos abordar algumas formas de poupança no casamento.

Planeamento faz a diferença

Um dos primeiros conselhos que podemos dar é o de planear tudo devidamente, com a máxima antecedência. Reservas de espaços em cima da hora, por exemplo, são sempre mais caros. Assim, deve começar a planear o seu casamento com a máxima antecedência e sem pressas.

No início deverá começar por definir um orçamento até ao qual poderá ir. Este orçamento deverá ser realista tendo em conta os preços de mercado, mas também as suas finanças pessoais. O ponto mais importante aqui é não definir um orçamento acima das suas possibilidades.

Um casamento inesquecível pode ser organizado com pouco ou muito dinheiro. Os custos envolvidos podem variar muito. A diferença é apenas uma questão de prioridades e do que se considera indispensável ou não. Por exemplo, se o orçamento estiver acima do desejável, é altura de perguntar: será que precisamos da cobertura integral do casamento por drone?

Depois de definido o orçamento, deverá fazer todos os possíveis para o cumprir. É tão importante a sua definição como o esforço para o satisfazer. De nada adianta definir um orçamento se, depois, no final, este é largamente ultrapassado.

Evitar época alta

Se tiver em conta alguns cuidados na preparação do seu casamento ficará admirado com a poupança que conseguiu gerar. Uma das primeiras dicas que gostaríamos de lhe transmitir é a da organizar o casamento em “época baixa”. Este é um dos fatores que pode fazer a diferença no custo de vários serviços. O aluguer de espaços, por exemplo, pode ser muito diferente.

Tradicionalmente, o verão é a época com mais procura de espaços para casamentos, pelo que, é esta também a época durante a qual os preços de aluguer são mais caros. No Outono ou Primavera poderá igualmente usufruir de um de bonito dia de sol e a uma fração do preço. Deverá também evitar fins de semana que são tradicionalmente os dias da semana mais caros.

Comparar e reduzir

Outro aspeto importante que lhe permitirá usufruir de uma poupança no casamento é o de comparar sistematicamente todos os serviços de que necessita. Deve sempre pedir vários orçamentos para os comparar entre si. Muitas vezes pode haver diferenças significativas. Por outro lado, não se esqueça que pode haver empresas que oferecem vários serviços em conjunto e lhe permitem poupar, quando comparado com a contratação desses mesmos serviços em separado, a empresas diferentes.

Reduzir a lista de convidados é outra forma que frequentemente pode ser utilizada para reduzir o custo total de um casamento. Muitas despesas são proporcionais ao número de convidados. Assim, se os conseguir reduzir, estará a poupar. Tendencialmente os casais têm a ideia de convidar o máximo de pessoas para ter uma festa “gigantesca e estrondosa”. No entanto, esta abordagem pode facilmente colocar em causa o orçamento definido inicialmente. Uma cerimónia mais íntima, apenas com as pessoas mais chegadas, provavelmente até trará melhores recordações no futuro.

Comprar online

Outro conselho que pode fazer a diferença é o de tentar comprar online. Como em muitas outras áreas, as lojas online costumam oferecer melhores preços do que as lojas físicas. Como estas dispõem de menos despesas, dado a sua atividade se encontrar online, podem oferecer preços mais competitivos e, assim, proporcionar uma poupança no casamento significativa.

Evite serviços especialmente destinados a casamentos. Esta dica pode parecer estranha, mas a verdade é que tudo o que seja destinado a casamentos tem tendência para ter os preços inflacionados. Os especialistas de marketing sabem que este é um período da vida de uma pessoa em que esta se encontra disposta a gastar dinheiro. A oferta de um brinde aos convidados, por exemplo, é uma excelente forma de poder colocar este conselho em prática.

Existem muitas empresas especializadas em casamentos que têm várias propostas de brindes. No entanto, tal como referimos no parágrafo anterior, poderá ser uma melhor aposta recorrer a empresas de brindes publicitários mais genéricas. Nelas pode encontrar milhares de opções e, assim, poder dar largas à sua imaginação.

Conclusão

A organização de um casamento não precisa de arrasar com as finanças do casal. Com um planeamento antecipado e a colocação em prática de alguns cuidados é possível que a poupança no casamento seja muito avultada.

O mais importante é definir antecipadamente um orçamento com o qual se sinta confortável e, depois, fazer tudo para que este não seja ultrapassado. Provavelmente terá de abdicar de coisas que não estava a contar, mas isso faz parte do esforço de poupança.


Talvez lhe interesse:

Uma resposta

  1. Num livro do Kevin O’leary li um bom conselho sobre os brindes, que basicamente é: já está a dar de comer e beber as pessoas, não vale a pensa dar souvenir que vão acabar numa gaveta ou no lixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Adira à DECO PROTESTE e ganhe um Cartão Dá com 30€