As 6 melhores dicas para simplificar a sua viagem ao estrangeiro

Algumas dicas simples, mas importantes para uma viagem mais relaxada ao estrangeiro.

Aeroporto

A maioria das dicas para simplificar viagens menciona pontos como “fazer reservas com antecedência”, “preparar um roteiro de viagem” ou “instalar aplicações úteis que possam ser usadas offline no país de destino”.

Neste artigo vamos dar-lhe dicas um pouco mais simples, que são normalmente esquecidas, mas que são muito importantes para quem quer ter uma viagem mais simples e relaxante.

Como simplificar a sua viagem ao estrangeiro?

1. Peça apoio nas questões burocráticas

Este ponto não é uma novidade e costuma ser muito comum neste tipo de conteúdos, mas temos uma dica extra para si.

Mas antes da dica, alguns documentos que deve ter consigo quando vai viajar, são os bilhetes de avião e reservas do local de hospedagem, documento de saúde (quando exigido), documento de identificação e visto (necessário para entrada em alguns países).

O documento de saúde e o visto são os que podem dar mais dor de cabeça devido a todas as questões burocráticas. No caso do visto, por exemplo, terá de se dirigir ao consulado ou à embaixada e, muitas vezes, perder meio-dia ou mesmo o dia inteiro. E, se rejeitarem o seu pedido, terá de se deslocar novamente.

Os vistos online vieram facilitar todo o processo porque permitem dar início ao pedido a partir de casa. E é aqui que entra a nossa dica especial: se quiser que o processo se torne ainda mais simples, faça o pedido com o iVisa.

O pedido de vistos online é simples e rápido, basta que adicione o país que quer visitar, o tipo de visto, preencha um documento com os seus dados pessoais e faça o pagamento. A partir daí, a equipa do iVisa irá tratar de toda a burocracia e enviar-lhe o visto por e-mail ou para a morada fornecida.

2. Evite as épocas altas

Sabemos que visitar uma ilha paradisíaca no verão é muito melhor do que visitar no tempo frio ou que visitar locais turísticos de inverno no tempo frio é muito mais satisfatório do que em tempo quente. Mas se quer uma viagem mais simples e calma, o melhor é visitar os locais fora de época.

Ao escolher viajar nas épocas baixas não só irá poupar dinheiro, como também terá mais liberdade para visitar os locais turísticos e os moradores estarão mais abertos a falar sobre o local ou quaisquer outros assuntos.

3. Mais importante do que os monumentos turísticos são os seus gostos pessoais

Ao fazer o roteiro da viagem, o primeiro instinto é pesquisar quais são os locais turísticos da região, mas, e se fizesse o planeamento de forma diferente desta vez? Em vez de pesquisar os locais mais visitados, pesquise locais pelos seus interesses.

Gosta de arte? Procure museus ou galerias de arte. Gosta de literatura? Procure bibliotecas, livrarias que sejam diferentes e se destaquem, ou locais que possam ter feito parte de algum livro. Gosta de desporto? Procure estádios ou mesmo atividades que coincidam com a sua estadia. Se o fizer, acredite, a viagem tornar-se-á inesquecível.

4. Aproveite os pequenos momentos da viagem

Quando estamos em viagem é normal que nos agarremos muito ao roteiro porque estamos num país ou cidade que não conhecemos e o nosso tempo na região é limitado. Mas estar muito agarrado ao roteiro vai fazer com que não preste atenção aos pequenos momentos da viagem.

Momentos como conversar com um habitante por horas, sentar-se a observar a cidade e a rotina das pessoas que lá moram, ler um jornal local se o conhecimento do idioma o permitir, fazer um piquenique em locais pouco conhecidos por turistas ou apenas usar um transporte público sem pressa.

5. Leve o mínimo possível

Se quer realmente simplificar a viagem, leve o mínimo possível. Desafie-se a levar apenas uma mala na sua próxima viagem, onde apenas conseguirá ter consigo o mais importante. Além de ser uma experiência interessante, também será mais fácil ir até ao alojamento ou andar de transporte público sem muitas malas.

6. Tenha sempre água e comida consigo

E, por último, uma dica que raramente se vê nos conteúdos: tenha água e até mesmo algo para comer na sua mala. Barras de cereais são boas opções para comer ao longo do dia, mas leve algo mais se o plano incluir estar fora o dia inteiro.

Nunca se sabe quando acontece algum contratempo ou um transporte público se atrasa e não tem nenhum estabelecimento por perto. Se tiver água e comida, será menos uma preocupação para si durante os contratempos.

Para concluir, saiba que a maioria destas dicas também se adequam a viagens dentro de Portugal.


Receba alertas de amostras grátis, dicas de poupança e outras oportunidades incríveis diretamente no seu email:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *