casal-contas

Quantas vezes chegamos ao fim do mês e descobrimos que não sabemos onde gastámos tanto dinheiro?

Esta situação não é, infelizmente, novidade para ninguém e não saber onde se gasta o dinheiro é o primeiro passo para não conseguir poupar.

EXPERIMENTE UM MAPA MENSAL DETALHADO

Muitos de nós já sabemos quais são as nossas despesas mensais, portanto porquê fazer um mapa? Para saber onde gastamos o dinheiro!

É muito fácil dizer quanto gastamos na prestação da casa, na água, na luz, mas será que sabe quanto gastou em cafés fora de casa? Quanto gastou em bolos ao pequeno-almoço?

Temos tendência a não dar importância a estes valores, pois são muitos baixos, mas na verdade no final do mês estes valores fazem toda a diferença. Imagine que bebe 3 cafés por dia fora de casa (e não é muito para a maior parte das pessoas), se pagar 0,60€ por cada, no final do mês terá gasto 54€ em cafés! Já pensou nisto?

Faça um mapa numa folha de cálculo (Excel ou semelhante) e divida por secções, por exemplo:

  • Despesas fixas (inclua água, gás, prestações, etc.)
  • Despesas alimentação (aqui pode dividir em matéria-prima e em refeições já confecionadas, para perceber que despesas foram supérfluas)
  • Despesas veículos (combustível, manutenção, etc.)
  • Despesas vestuário
  • Despesas lazer

O mapa deve ser feito com as necessidades de cada um, mas é indicado que esteja o mais detalhado possível. No final do mês vai ficar surpreendido com os resultados.

Ferramentas informáticas como o Boonzi são uma preciosa ajuda neste campo. Pondere a sua utilização.

Boonzi
O Boonzi ajuda e muito na gestão do orçamento familiar.

GUARDE TODOS OS TALÕES

Existem imensas aplicações para telemóvel onde pode apontar todas as suas despesas, no entanto, este método nem sempre é funcional. Por vezes pedimos um café, mas não temos tempo para apontar no telemóvel ou simplesmente nos esquecemos porque estamos distraídos com os amigos. O mais simples é guardar todos os talões e reservar uns minutos no fim-de-semana para atualizar o mapa.

Peça aos restantes membros da família para fazer o mesmo, para que possa ter uma visão global dos gastos.

Não deixe de guardar um talão só porque o valor é baixo, lembre-se de que são esses valores que fazem a diferença.

COMECE A REDUZIR E A POUPAR

Agora que já sabe onde gasta o dinheiro, é altura de começar a poupar.

O ideal é ter um mapa por ano, onde cada coluna será um mês. Assim poderá ver as mudanças de mês para mês.

Não tente reduzir logo em todas as categorias, é preferível escolher uma e modificar os seus hábitos pouco a pouco.

Mudar toda a sua forma de viver de um dia para o outro raramente resulta e acaba por não trazer resultados. Comece por uma categoria, por exemplo os cafés fora, e tente reduzir esse número. Beba mais café em casa, ou então tente mesmo reduzir o consumo de café. Quando já se sentir confortável com essas alterações, está na altura de escolher uma nova categoria para poupar.

CONTROLE OS GASTOS DOS FILHOS

As crianças terão muito mais facilidade em poupar se forem ensinadas desde novas a gerir o seu dinheiro. Se tem filhos adolescentes e lhes costuma fornecer uma mesada, é boa ideia fazer um mapa para os seus filhos perceberem onde gastam o dinheiro.

Ajude-os na organização, para que também eles percebam onde podem reduzir e assim fazer com que a mesada chegue para as coisas mais importantes.

Se gostou do que leu, partilhe com os seus amigos...

5 COMENTÁRIOS

  1. UI , isso e das coisas de que metade das pessoas deve pensar concerteza , ate eu penso . e ponho me a pensar onde e que o gastei e como e mesmo assim nunca chego la 🙂

  2. Agora sim já o faço todos os meses através do meu extracto bancário e notei logo as diferenças. Ah e outra dica que uso: não ter muito dinheiro na carteira e assim gasto menos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here