mooncup

A dica de hoje é, na minha opinião, muito interessante principalmente para as leitoras do blog. Foi sugerida por uma leitora, a Vera Andrade Rocha, à qual deixo desde já o meu agradecimento.

Uma mulher gasta em média 11.000 tampões ou pensos higiénicos ao longo da sua vida. É uma despesa que provavelmente pensa que não pode evitar! Mas pode…

Já ouviu falar em nomes como Mooncup, Divacup, copo menstrual ou coletor menstrual?

Trata-se de um dispositivo reutilizável fabricado em silicone, que permite recolher o fluxo menstrual sem perdas e sem odores. Custa cerca de 30€ e estima-se que possa durar cerca de 10 anos. As mulheres que experimentaram esse dispositivo comprovam a sua eficácia!

mooncup
Mooncup é uma alternativa aos tampões e pensos higiénicos, mais conveniente, segura e amiga do ambiente.

Mesmo sem fazermos muitas contas, podemos concluir que a utilização desse tipo de dispositivos permite uma poupança considerável relativamente à utilização de produtos descartáveis.

Segundo a Vera, esse produto está disponível em Portugal, mas fica mais económico comprar online através do site oficial da Mooncup do Reino Unido.

De qualquer forma, aqui tem os contactos de lojas portuguesas onde poderá adquirir o Mooncup: Fornecedores Mooncup

Outra opção seria encomendar da Amazon, da GearBest ou até mesmo do ebay!

Veja o seguinte vídeo para ter uma ideia do que se trata:

Seria interessante conhecer a opinião das leitoras, e dos leitores, claro! 🙂

32 COMENTÁRIOS

  1. Deve haver poucas pessoas mais poupadas do que eu, mas não exageremos. Acho absolutamente anti higiénico. Qualquer dia aparece um objecto identico para substituir o preservativo. Haja bom senso.

  2. Conheço quem já use e que confesse que apesar de ser um pouco estranha a habituação, seja no colocar ou na lavagem, consideram que é uma boa opção aos pensos e tampões, eu pondero a ideia de comprar um, daqui a uns meses.

  3. já ouvi falar muito aliás uma amiga minha recentemente fez um post sobre este produto aconselhando bastante. Eu tenho algumas dúvidas mas trabalhando ela num ginásio suponho que seja confortável..um bom investimento quiçá

  4. Eu até acho que é mais higiénico que os pensos tradicionais, pois nem sempre temos a oportunidade de nos lavarmos depois de trocar um penso, com este método nunca ficamos “sujas” (desculpem-me os adjectivos tão ilustrativos) pois o “recepiente” recolhe o fluxo a partir de dentro e não há aqueles, tão inconvenientes, acidentes de ter sujo um par de calças. Além disso estamos a falar do nosso corpo e de coisas com as quais lidamos todos os meses, não faz sentido ter nojo.

  5. Olá….eu uso há uns meses e gosto muito. Ao contrário do que imaginava no começo, é higienico sim, muito mais que os tampões (absorventes chamamos no Brasil)…o cheiro é causado pelas bactérias que se proliferam no contato do sangue com o ar…como com esse recipiente não há contato com o ar, não há cheiro nenhum….também estranhei no começo, que a quantidade de sangue parece muito menor…os tampões espalham o sangue, que nos dá a impressão que é um volume enorme de sangue…..bom, o único cuidado é deixar fervendo em água por 5 minutos no final e no início de cada ciclo….concordo com a Alexandra, não há motivos para ter nojo, é algo muito natural e que podemos sim ser mais ecologicas

  6. Eu uso da Meluna e so posso dizer maravilhas aconselho mesmo e ao contrario do que possamos pensar nao enche, nao se sente e para mim o melhor de tudo o medo de me sujar acabou ou de ir para a praia sempre com a preocupação de haver um wc por perto.!

  7. Deixo aqui este texto para que possam ficar mais esclarecidas: O copo menstrual é a ÚNICA alternativa simultaneamente SAUDÁVEL, ECONÓMICA, ECOLÓGICA, HIGIÉNICA e CONFORTÁVEL aos absorventes.

    Trata-se de uma taça feita em TPE (Elastómero Termoplástico), o mesmo material usados em cateteres, implantes médicos, e tetinas de biberões, e que colecta o sangue menstrual.

    Tem um prazo de validade de cerca de 10 anos, o que o torna reutilizável.

    O colector é inserido tal como um absorvente interno (tampão).

    Uma vez dentro do corpo, retoma a sua forma original ajustando-se perfeitamente ao canal vaginal formando um vácuo que impede qualquer vazamento.

    Para o remover, basta apertar a base para quebrar o vácuo. Assim a haste é puxada com toda a facilidade e o colector poderá ser esvaziado na sanita, lavado e novamente inserido.

    Um colector menstrual pode ser usado por até 12h, evitando o incómodo de mudar de absorventes várias vezes ao dia.

    Os primeiros copos menstruais surgiram na década de 30 e hoje são produzidos em diversas partes do mundo como o Canadá, Finlândia, República Checa, África do Sul, Estados Unidos, China, Alemanha, França, Índia e Inglaterra e cada um deles tem autorização e aprovação das agências de segurança alimentar e médica.

  8. Mas quem tem muito fluxo e tem de o mudar na rua é muito pouco higiénico, além disso o produto para o desinfectar não é assim tão barato.

  9. Mas as pessoas que ficam assustadas pelo tamanho ou formato isto não custa nada aplicar, o que me faz confusão é ter de o retirar não estando em casa.

  10. Uso há alguns anos. Raramente necessito de trocar fora de casa, o copo suporta muito mais que qualquer tampão, não deita cheiro e é muito mais saudável que o tampão ou penso, porque as bactérias não se reproduzem na silicone do copo como aconteceria no algodão dos tampões. A esterilização pode ser feita com água a ferver, o produto é melhor mas a água a ferver faz o mesmo efeito. Até hoje só tenho pontos positivos e aconselho a toda a gente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here