Vamos às compras… separados!

casal-compras-separados Vamos às compras… separados!Tenho por hábito fazer as compras em mais do que um local. Sei que existem produtos que são normalmente mais baratos no LIDL, outros compensa mais comprar no Jumbo, e ainda outros saem mais em conta no Continente, no Pingo Doce, etc…

Quem também tem esse hábito, sabe que nem sempre as coisas correm bem!

DRAMATIZANDO…

Imagine que comprou imensa fruta num supermercado ou hipermercado por achar que é aí que a fruta sai mais barata. No mesmo dia vai à loja onde sabe que os produtos lácteos são mais baratos e depara-se com uma promoção imbatível em todas as frutas!!!

Revoltante, não? 😉

A SOLUÇÃO

A solução para o problema acima descrito talvez não seja viável para toda a gente, mas a ideia não deixa de ser uma boa ideia… aqui vai a sugestão descrita com um exemplo:

O António e a Maria já têm a lista de compras na mão assim como os cupões de desconto que conseguiram arranjar e estão prontos para irem às compras. Mas não vão os dois ao mesmo hipermercado, não por estarem chateados um com o outro, mas sim porque têm uma estratégia delineada para poupar nas compras.

A Maria foi ao Pingo Doce e o António foi ao Continente, mas mantêm-se em contacto através do telemóvel com um tarifário que lhes possibilita fazer chamadas gratuitas entre eles.

»António: Olá Maria, aqui o leite mais barato está a 50 cêntimos o litro, devo comprar?
»Maria: Não compres… aqui está a 47 cêntimos. E olha, tem aqui uma boa promoção em pernas de frango, sai a 3€ o quilo.
»António: Não compres, é que encontrei aqui as pernas de frango com etiqueta de aproximação do fim de prazo de validade. Ficam por 2€ o quilo e já que temos uma arca congeladora grande…

Os preços e os locais são apenas um exemplo, é claro!

Mas lá está, esta solução pode não ser viável para todos por vários motivos, por exemplo:

  • Se os hipermercados da zona de residência não tiverem os hipermercados concorrentes muito próximos, esta solução obrigaria a maiores despesas em transportes que talvez não compensassem a poupança final.
  • Se não tiverem forma de comunicarem gratuitamente enquanto cada um está “para o seu lado”.
  • Se não tiverem horários compatíveis que lhes permitam irem às compras em simultâneo.

O que acha desta estratégia?

Comentários

comentários

16 respostas

  1. Patty diz:

    Mas esta é uma excelente ideia para poupar!!!!
    Eu e o meu marido temos optimus TAG por isso podemos falar à vontade que não pagamos.
    Só tenho é de conseguir convencer o maridão a ir às compras sozinho num sitio enquanto eu estou noutro.

  2. Alexandra diz:

    Eu então vamos ao continente ou ao jumbo online e vemos o preço das coisas, consultamos a Dica e vemos as promoções da semana no LIDL, e decoramos o preço das coisas no Pingo Doce porque eles dizem que não fazem promoções. Depois decidimos onde queremos, ou podemos ir.

  3. Nonô diz:

    Esta estratégia q descreves é boa, mas comigo não dá pq não tenho chamadas gratuitas. Por outro lado deixar o meu marido ir sozinho às compras pode implicar mais gastos, pois ele perde-se na secção dos chocolates!
    Tb faço como a Alexandra, consulto os sites e os folhetos online, comparo os preços e faço as compras em várias cadeias de supermercados, tal como tu tb fazes.
    Seja como for, gostei da dica! Obrigada.

  4. Carlos diz:

    Fico infeliz por ver que existem pessoas que não dão valor ao seu tempo, bem como ao tempo com os seus companheiros…

    Do exemplo dado, apenas a parte das promoções por final do prazo é que é algo impossível de fazer sem ser no supermercado. Quando todas, ou quase todas, as cadeias de supermercados hoje em dia têm os seus produtos e respectivos preços anunciados na net, torna-se um desperdício não fazer esse trabalho de casa e depois gastar muito mais tempo nos supermercados, de telemóvel em punho a verificar preços. Juntem a isto o facto dos supermercados raramente estarem dispostos da mesma forma e têm mais um desperdício que é um ter de esperar enquanto o outro chega à secção que estão a comparar e vice-versa.

    Mas pronto… cada qual sabe de si, e certamente que há países onde este conselho dá imenso jeito. Infelizmente não me parece que Portugal seja um deles.

    • Miguel diz:

      Calma Carlos, não dramatizes!!! Não estamos aqui a falar de irem de férias separados, de irem acampar separados, de irem morar … separados…! Estamos apenas a falar de ir às compras! Acredito que tenhas ideias melhores para locais mais agradáveis do que um hipermercado… para conviveres com a pessoa amada… espero eu! 😉

      Quanto ao veres os preços na internet antes de ires às compras, não sei se estás familiarizado com isso, mas nem todos os produtos estão catalogados online. Eu já experimentei essa estratégia e saiu furada… quando cheguei ao hipermercado encontrei produtos ainda mais baratos do que os “mais baratos” apresentados online.

      Abraço

  5. jotix diz:

    Muito engraçada esta ideia. Apesar de a considerar pouco funcional.

  6. José Silva diz:

    »»»»António: Não compres, é que encontrei aqui as pernas de frango com etiqueta de aproximação do fim de prazo de validade. Ficam por 2€ o quilo e já que temos uma arca congeladora grande…««««

    Não sabia que os produtos no fim do prazo de validade se podiam congelar. Então se estão no fim do prazo de validade podem ainda ser congelados?
    Aguardo resposta pois tenho essa duvida de que não podiam ser congelados.

    • Miguel diz:

      Bem, eu congelo esses alimentos e sei de muita gente que também o faz para aproveitar essas promoções.

      Vamos pegar no exemplo da carne…
      Segundo várias fontes de informação, como por exemplo esta, as carnes cruas podem ser mantidas congeladas durante 12 meses no máximo. Uma vez que estamos a falar sobre comprar carne fresca para posteriormente congelar, acredito que desde que o prazo de validade não tenha vencido antes do congelamento, não haverá qualquer problema.

      Uma sugestão: após comprar carne em fim de prazo de validade, faça uma refeição com ela e congele-a sob a forma de prato pronto.

      De qualquer modo, irei tentar trazer aqui uma resposta mais esclarecedora sobre este assunto.

  7. Maria Lopes diz:

    Como estou desempregada, estou sempre atenta a promoções que os supermercados fazem. Ainda este fim de semana o Lidl tinha douradinhos a 0,94€ e carne picada a 1,19€. Fui lá ontem, e aproveitei para comprar o que estava em promoção em maiores quantidades. Como o meu congelador é de gavetas, e não cabe lá muita coisa, deixei algumas coisas na arca da sogra, e á medida que vou precisando, vou trazendo para casa!

  8. sandra diz:

    Não servia para mim porque só temos um carro e desde que compramos a mota que vamos mais de mota porque também já não precisamos de tanta coisa. Ir a um hipermercado torna-se uma queima de tempo desnecessária.

    Há anos que que faço listas (ao ter tido marketing na escola apercebi-me de muita coisa mais cedo) e sempre as segui rigorosamente ou quase mas a verdade é que no pequeno comércio as coisas saem mais baratas porque ficam a caminho de casa e só compramos exactamente o que nos faz falta e na quantidade que queremos.

    O triste para mim, é que sigo este e outros blogues para ver se encontro alguma novidade mas á anos que pratico as coisas para poupar na alimentação, seguros, despesas bancárias, carros, casa, electricidade, gás, água etc. Ás vezes sinto-me perdida e sozinha porque não há nada de novo e apesar de ser poupada gostava de conseguir ir um pouco mais além.

    Ultimamente com esta opção só vou ao Continente com as promoções dos 10%, os produtos de linha branca sempre fizeram parte da minha lista portanto nada disto é novidade e 95% dos vales de desconto são-me inúteis porque sai sempre mais caro do que o quer uso ou quero.

    Com esta opção do pequeno comércio (mercearias, praça, talho) tenho tido um atendimento digno de rainha e que já me tinha esquecido que existia e poupei imenso dinheiro – a poupança aumentou com a compra da bimby porque deixei de comprar coisas que a mesma confecciona (próximo investimento será uma arca congeladora para duplicar ou triplicar as minhas poupanças).

  9. Tânia Mota diz:

    Uma excelente ideia: só falta convencer o amrido a ir às compras sem ser arrastado 😛
    Fora de brincadeiras realmente não sei até que ponto compensaria …
    Normalmente enquanto um faz compras o outro executa outra tarefa o que torna rentavel o tempo de cada um.

  10. Catarina Lino diz:

    Aqui em casa não daria resultado!
    Já quando os homens cá de casa vão às compras comigo, tenho de andar sempre a controlar para ver se não põem muitas coisas no carrinho que não estejam na lista quanto mais sozinhos! Ia ser a desgraça era só encher o carrinho com guloseimas e calorias, o que iria ficar uma conta sem poupança nenhuma.

  11. Ana Paulino diz:

    Gostei da historia, mas realmente em despesas de transporte, acaba por não compensar, a menos que seja uma promoção aliciante!

  12. liliana leite diz:

    so o meu marido funciona ao contrario. nunca vai buscar nada para o carrinho r deita o olho para ver o k eu la ponho

  13. Rafa diz:

    Prefiro confirmar os preços dos sítios antes de sair de casa, mas normalmente o Continente é sempre a minha primeira opção (não tendo jumbo, eleclerc nem pingo doce cá perto).

  14. Catarina Lino diz:

    Eu então tenho 5 supermercados à porta e vivo numa cidade pequena. O Continente, o Lidl e o Pingo Doce são grandes e estão quase pegados, já o Intermarché e o Minipreço estão um pouco distantes em relação a si e aos outros. É bom porque assim pode-se comparar preços e não perder muito tempo e gastos em combustível.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Receba este Ebook Grátis!

Ao subscrever a nossa Newsletter (100% gratuita), para além de receber este ebook, ainda passará a ser alertado via email para:

  • Dicas de poupança
  • Dicas sobre formas de obter rendimentos extra
  • Passatempos e outras ofertas exclusivas
Fechar esta janela

Não perca mais tempo. Envie-nos o seu email e em breve estará a ver como valeu a pena!

Não se preocupe, o seu endereço de email nunca será divulgado a terceiros.