Como Comprar e Conservar Marisco

Algumas regras básicas para o ajudar a escolher e a conservar melhor o marisco.
marisco

A não ser que consiga um bom desconto no MYGON, uma ida a uma marisqueira, regra geral, sai-lhe mais caro do que comprar e cozinhar você mesmo o marisco… ou até mesmo comprá-lo já cozinhado.

Hoje trago-lhe algumas sugestões para melhor comprar e conservar marisco, quer o compre fresco ou congelado.

ESCOLHER O MARISCO

  • Ao comprar marisco fresco, certifique-se que este está vivo.
  • Os mariscos de concha (tais como os mexilhões e as amêijoas) se estiverem com as conchas abertas, dê-lhes um leve toque. Se a concha não fechar, rejeite-os.
  • Ao escolher caranguejos ou lagostas, deverá ver as pernas a moverem-se. Veja também se a lagosta encaracola a cauda ao pegar-lhe.
  • Se comprar camarões já cozidos, verifique se a cauda está dobrada sobre o abdómen. Isso indica que foram cozidos ainda vivos.
  • Rejeite os camarões de cauda mole e estendida.
  • Ao comprar marisco congelado, verifique se não apresenta sinais de queimaduras pelo frio e não tem um odor desagradável.

CONSERVAR O MARISCO

Eis algumas regras básicas para garantir a qualidade do marisco:

  • Mantenha o marisco sempre frio. Utilize um saco isotérmico para transportar o marisco da loja para casa.
  • Mantenha o marisco na embalagem original e na parte mais fria do frigorífico.
  • Se não planear consumir o marisco já cozido dentro de 1 ou 2 dias após a compra, opte por o congelar no máximo até 6 meses.
  • Caranguejos, santolas, sapateiras ou lagostas vivas, devem ser cozidas no próprio dia em que as comprou.
  • Não congele marisco que já tenha sido descongelado.
  • Descongele o marisco no frigorífico, nunca à temperatura ambiente.

Se tiver alguma sugestão relacionada com a escolha ou conservação de marisco, por favor deixe-a nos comentários. Também se aceitam receitas! 😛


Subscreva a nossa newsletter para ficar sempre a par das novidades e receber alertas de novas amostras grátis e outras oportunidades para poupar e ganhar dinheiro… diretamente no seu email!

Não encontrou a informação que procurava? Faça uma pesquisa aqui:

Talvez lhe interesse:

8 respostas

  1. O marisco é um alimento que se estraga muito facilmente, e a probabilidade de ficar sem condições de ser comido é muito alta, pois é facilmente contaminado por bactérias. Assim, o mais seguro, é que sejam consumidos no próprio dia em que são comprados.
    Ou então, melhor que isto, é não comer marisco. Assim poupo de 2 formas: na carteira, já que é um alimento muito caro e na saúde, porque facilmente se estraga podendo causar intoxicações alimentares.

  2. Custa a crer que (suposta) gente no seu perfeito juízo vá cozinhar animais vivos. Este é um exemplo do Homem na sua melhor vertente de humanidade.

  3. Quando compro marisco costumo comprar na praia (uma vez por ano) directamente ao pescador. É muito mais fresco e barato. Na passagem do ano compro uns camarões congelados, afinal é um dia especial! Algumas destas dicas já conhecia, outras não.

  4. comprei lambujinhas ontem estavam frescas coloquei no frigorifo em agua para fazer amanha ha noite para a passagem de ano gostava de saber se ainda estao em condicoes de serem servidas

    1. Não está nada errado! Se as congelar vivas está correcto. Sempre fiz isso e nunca ouvi falar que estivesse a fazer algo de errado. Estão sempre ótimas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Partilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Sugestão de leitura

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.