Música no Desporto: Muito Mais do Que Uma Simples Distração

Fazer desporto sem ouvir música é cada vez mais uma ideia do passado. Saiba como e porquê neste artigo.

Atleta a ouvir música

Música e Desporto

A música e o desporto, apesar de universos de origens diferentes, são cada vez mais complementares e simbióticos entre si. Nos últimos anos, muito devido ao advento de novas soluções tecnológicas que o tornam possível, a música tem-se revelado imprescindível para muitos desportistas. 

De atletas amadores e corredores de fim-de-semana a profissionais de topo de vários tipos de desportos, são inúmeros os relatos que nos chegam sobre o poder e a influência que a música pode exercer sobre as respetivas performances.

Profissionais e Amadores

No caso dos desportistas profissionais, os hábitos de consumo de música têm lugar antes das provas, jogos ou competições, por não lhes ser permitido ouvir música no seu decorrer. São já icónicas as imagens dos jogadores de futebol no interior dos estádios, a sair dos autocarros e a percorrer o túnel de acesso aos balneários a ouvir música com headphones e uma expressão fechada e concentrada, completamente absortos na tarefa que irão ter daí a pouco, e que poderá ser alvo de todo o tipo de prognóstico nas casas de apostas futebol.

O que os desportistas profissionais relatam sobre esses momentos é que se sentem completamente concentrados, focados e motivados para entrar em campo. Seja através de música calma ou de batidas mais ritmadas, dependendo dos gostos individuais, ouvir música antes dos jogos tem-se imposto como um importante e indispensável ritual para os atletas.

Dependendo do desporto e do espírito de equipa, essa música pode ser passada em grupo, através de colunas, ou individualmente através de headphones. Pode ainda, em caso de vitória, ser utilizada enquanto compasso das celebrações no balneário ou no autocarro da equipa.

Já no que diz respeito aos atletas amadores, cada caso é um caso. O que é certo é que existe uma tendência geral de ouvir música antes, durante e após o desporto, e que constitui já um hábito completamente enraizado em muitos deles.

Nas maratonas amadoras ou em corridas individuais de rua, é possível verificar que cada vez mais desportistas anónimos optam por correr com auriculares. O mesmo se passa nos ginásios, onde já poucas pessoas dispensam a sua própria música ou a música da sala para se motivarem com os ritmos e as letras que passam. Também nas aulas coletivas de cardio, spinning, bodypump e de muitas outras disciplinas já não se dispensa música fitness de motivação e superação. 

São, portanto, cada vez mais os desportos e os desportistas com uma ligação umbilical à música.

Os Efeitos

Um dos principais benefícios, sobretudo entre atletas de corridas de fundo, é o facto de terem companhia ao longo da prova e do apoio que presta ao nível mental durante a corrida. Numa atividade em que o aspeto psicológico da resistência é fundamental para o sucesso, a música fitness é tida como uma ajuda essencial para a manutenção do ritmo da passada e para a motivação e acompanhamento do atleta nos longos minutos de dureza das corridas.

Já os praticantes de musculação de ginásio revelam o apoio da música fitness como muito importante a nível motivacional, quer para os ajudar a alcançar um mood de treino em dias de menor vontade e fulgor, como também ao fornecer um extra de energia que os ajuda a conseguir mais uma repetição ou mais uma série, indo mais longe no esforço e, consequentemente, nos resultados. Tudo isto além também do fator companhia, para quem treina sozinho.

Outro efeito importante relatado pelos desportistas profissionais, sobretudo, é o de absorção absoluta antes do jogo, aumentando os seus índices de concentração aquando da entrada em campo. Muitos atletas consideram necessária uma blindagem mental face ao mundo exterior nos momentos anteriores à competição para aumentar o nível da sua performance, minimizando a ação de críticas, provocações adversárias e outros fatores desestabilizadores. 

A música para afastar energias negativas funciona precisamente como essa blindagem, que os ajuda com os níveis competitivos e a entrar em campo de mente limpa, sem pensamentos negativos e prontos para a ação.

Principais efeitos:

  • Aumento dos índices de concentração.
  • Isolamento mental face a potenciais distrações.
  • Subida dos níveis de motivação.
  • Acalmia dos nervos pré-competição.
  • Afastamento de energias e pensamentos negativos.
  • Melhoria da performance.
Rappers

Inovação Tecnológica é Aliada Fundamental

Boa parte desta nova tendência só é possível devido à inovação tecnológica que pôs no mercado uma série de produtos, tecnologias e serviços indispensáveis a esta nova forma de fazer desporto.

Estas inovações conduziram a uma maior facilidade de acesso à música ao ter aumentado exponencialmente, ao mesmo tempo que os seus custos diminuíram bastante. Serviços como o Spotify e o iTunes ofereceram a possibilidade de adquirir as músicas individualmente, ao invés de em conjunto, e a um preço bastante mais reduzido face ao que anteriormente se pagava por um disco, por exemplo. 

Também a profusão de equipamentos portáteis para ouvir música tem aumentado todos os anos e conta uma gama infindável de smartphones, ipods, tablets, computadores portáteis e, por outro lado, potentes colunas portáteis. São cada vez mais as opções para quem quer fazer desporto ao som das suas músicas preferidas.

Por fim, também tecnologias como o wireless, que permitem o uso de headphones sem fios, ou o Bluetooth, que permite a comunicação entre aparelhos de reprodução e aparelhos de som, essenciais para tornar mais fácil e mais leve a experiência de ouvir música durante o desporto, são outros dos desencadeadores desta ligação.


Receba alertas de amostras grátis, dicas de poupança e outras oportunidades incríveis diretamente no seu email:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *