14 coisas que não deve deixar dentro do carro

Existem objetos que nunca deveríamos deixar no interior de um carro, especialmente em dias mais quentes. Saiba quais são e porquê.

Interior do carro

Já aqui falamos sobre objetos que deveríamos ter sempre no carro para tornar as nossas viagens mais tranquilas e para anteciparmos alguns imprevistos. Hoje trazemos-lhe uma lista de coisas que nunca devemos guardar no interior do carro.

Muitas pessoas fazem do seu automóvel um pequeno armazém, guardando tudo e mais alguma coisa no seu interior. Se bem que nuns casos esse hábito apenas envolve perdas materiais, noutros pode até mesmo ser perigoso para a saúde e integridade física das pessoas.


Se tem o hábito de usar o seu carro como uma segunda casa, atente na seguinte lista de itens que nunca deveria deixar no carro, especialmente nos dias mais quentes e ensolarados.

Medicamentos

A maioria dos medicamentos deve ser mantida à temperatura ambiente e longe de grandes flutuações de temperatura, condições essas bastante difíceis de garantir no interior de um carro, especialmente no verão. O porta-luvas do carro não será, portanto, o local ideal para os armazenar.

Quando expostos a temperaturas elevadas, existe o risco dos medicamentos se deteriorarem e perderem a eficácia, ou pior – tornarem-se prejudiciais à saúde.

Caso necessite mesmo de transportar medicamentos no carro, utilize um saco isotérmico ou uma bolsa apropriada que os mantenha protegidos do calor.

Objetos de valor

Deixar um objeto de valor, tal como um smartphone, um computador portátil, máquina de filmar, mala, carteira, etc., no interior do carro e bem à vista, é quase como estar a pedir para ser roubado!

Esses objetos são alvos fáceis e apetecíveis para os ladrões. Mesmo que tenha trancado o carro, os ladrões encontrarão maneira de o abrir ou partir a janela para os alcançar.

Para além da perda material, aparelhos como um portátil ou um smartphone, contêm informações e dados pessoais que podem ser roubados. Se tiver de deixar um equipamento valioso no carro, pelo menos mantenha-o escondido e trancado para que ninguém o possa ver ou roubar.

Protetor solar

Parece irónico que o protetor solar que nos protege do sol também possa ser “estragado” por ele. Se deixar a embalagem no carro num dia quente de verão, o protetor solar pode perder alguma da sua eficácia, tendo como consequência um escaldão, fotoenvelhecimento e outros problemas.

Garrafas de água

Garrafa de água guardada dentro do carro

No caso das garrafas de plástico, existem estudos que associam alguns dos químicos presentes no plástico a doenças cardiovasculares e cancro.

Deixar uma garrafa sob calor intenso durante todo o dia faz com que estes químicos nocivos se infiltrem na água, tornando-a prejudicial à sua saúde.

Como uma simples garrafa de água pode incendiar um carro

Quem nunca deixou uma garrafa de água meia cheia pousada num banco do carro? Este hábito aparentemente inocente pode custar-nos o nosso próprio carro!

A garrafa de água atua como uma lupa, refratando os raios solares e aumentando a temperatura ao ponto de incendiar os estofos ou documentos que se encontrem perto da garrafa.

Assista a esta pequena reportagem sobre o perigo de deixar uma garrafa de água no carro exposta à luz solar:

Óculos graduados ou óculos de sol

As altas temperaturas dentro de um carro podem provocar a deformação da armação dos óculos e até danificar o revestimento das lentes, já que tratamentos como antirreflexo e filtro UV, são termossensíveis.

Além disso, tal como acontece com a garrafa de água, uns óculos graduados pousados no banco do carro, podem originar um incêndio.

Compras

Guarde as compras para o fim da sua lista de recados. Os alimentos refrigerados podem aguentar até 2 horas dentro de um carro exposto ao sol e ao calor. Se as temperaturas forem muito elevadas, não deve deixar as compras fora do frigorífico nem sequer por uma hora.

Bebidas alcoólicas, como o vinho, também não devem permanecer por muito tempo num carro exposto ao sol. Para além das alterações de sabor, o calor faz com que o líquido expanda, fazendo com que, por vezes, se infiltre na rolha ou a empurre para fora.

Lâminas

Se tem um pequeno canivete, tesoura ou outro objeto cortante guardado no porta-luvas, assegure-se que lâmina não tem 10 ou mais centímetros. Uma lâmina com essas dimensões (entre outras características) pode ser considerada uma arma branca, resultando no pagamento de coimas ou até mesmo prisão.

«Arma branca» todo o objeto ou instrumento portátil dotado de uma lâmina ou outra superfície cortante, perfurante ou corto-contundente, de comprimento superior a 10 cm, as facas borboleta, as facas de abertura automática ou de ponta e mola, as facas de arremesso, as estrelas de lançar ou equiparadas, os cardsharp ou cartões com lâmina dissimulada, os estiletes e todos os objetos destinados a lançar lâminas, flechas ou virotões.

Regime jurídico das armas e munições

Se o seu objetivo é ter um objeto cortante para cortar o cinto de segurança caso este bloqueie num acidente, saiba que existe uma ferramenta específica para esse fim que pode transportar sem qualquer problema – o cortador de cinto de segurança -, que por vezes vem incorporado num martelo de emergência.

Documentos importantes

Documentos de identificação pessoal, como cartão de cidadão ou passaporte, não devem ser deixados no carro. Pois, caso sejam roubados, podem ser usados pelos ladrões para se fazerem passar por si e cometerem fraudes e outros crimes em seu nome (roubo de identidade).

Também não deve deixar documentos confidenciais (do seu emprego, por exemplo), pois podem ser roubados, vendida a informação ou serem utilizados para chantagens e ameaças.

Objetos sem valor ou sem importância para si

A regra é simples: sempre que estacionar o carro, não deixe nada nos bancos.

Até um simples envelope pode atrair a atenção de um intruso que poderia partir o vidro só para o obter. Lembre-se que mesmo sabendo que o conteúdo não vale nada, o ladrão não o sabe e não pensará duas vezes em partir a janela para o descobrir.

Crianças e animais de estimação

Claro que não são “coisas”, como refere o título deste artigo, mas não podíamos deixar de mencionar este assunto.

Como é óbvio, não precisa que ninguém lhe diga que não é seguro deixar crianças sozinhas no carro. Mas talvez fique surpreendido ao saber que todos os anos morrem crianças por insolação por serem deixadas num carro debaixo de calor intenso.

Os cães e os gatos também estão em risco devido às altas temperaturas de verão. Centenas de animais de estimação morrem todos os anos devido ao sobreaquecimento dos veículos.

Tenha em mente que, mesmo abrindo a janela alguns centímetros, a temperatura no interior do veículo atinge níveis elevados em apenas alguns minutos.

Existem relatos de casos de crianças e animais que ficaram simplesmente esquecidos no carro. Atente em algumas dicas para evitar esses esquecimentos que muitas vezes terminam em tragédia:

  • Adquira o hábito de olhar para os bancos da frente e de trás do carro antes de fechar a porta e se afastar.
  • Coloque algo importante para si no banco de trás, como a sua carteira ou saco de trabalho, para que quando sair seja forçado a olhar para trás.
  • Coloque um brinquedo da criança no banco ao seu lado ou noutro lugar que chame a sua atenção quando sair do carro.

Chaves de casa

Se tiver a infelicidade de lhe roubarem o carro, a última coisa que quererá é que o ladrão também lhe invada a casa!

Basta ter algum documento com a sua morada no porta-luvas ou ter o seu endereço guardado no GPS do carro, para que o ladrão facilmente encontre a sua casa. Caso tenha GPS integrado no seu carro, é boa prática não ter a morada da sua residência lá registada, precisamente para evitar estas situações.

Aerossóis

Há uma razão para todas as latas de aerossóis, tais como desodorizantes, latas de lubrificantes e muitos outros, terem um aviso inscrito na embalagem a indicar que esta não pode ser exposta a temperaturas elevadas. Quanto mais alta for a temperatura, maior será a pressão no interior da lata, podendo chegar ao ponto de explodir e causar danos no carro.

Roupa ou panos molhados

Fatos de banho molhados ou simplesmente uma toalha molhada num ambiente quente, podem causar a proliferação de bactérias e colonizar o carro com consequências desagradáveis, tais como cheiro a mofo e formação de bolor.

Se precisar de guardar temporariamente no interior do carro algum objeto molhado, prefira colocá-lo num saco plástico bem fechado e guardá-lo na mala.

Isqueiro

Se fumar, é muito provável que tenha sempre um isqueiro de reserva no carro.

Tenha em atenção que, quando sujeito a altas temperaturas, o gás do isqueiro expande-se até ao ponto de poder rebentar e causar um incêndio no carro.


Concluindo, um veículo deve ser utilizado como meio de transporte, e não como um armazém! 😉

Conhece mais objetos que nunca deveríamos guardar no carro? Partilhe as suas recomendações nos comentários.

Se quiser receber alertas de novas oportunidades para poupar e ganhar, notificações de novas amostras grátis e outras novidades, não se esqueça de subscrever a nossa newsletter.

E para receber os nossos alertas mais rapidamente, subscreva também as notificações no Messenger.


Também poderá gostar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.