Quando comprar mais caro… significa poupar!

Normalmente quando se fala em poupar, fala-se em comprar barato, mas será que o barato compensa sempre?

Sapatilha Nike

Quando se fala em poupar dinheiro, a primeira coisa que nos vem à mente é comprar o mais barato possível. Mas será que essa é sempre a melhor estratégia? Neste artigo, vamos explorar quando vale a pena investir um pouco mais e como isso pode, na verdade, ser uma forma inteligente de poupar dinheiro a longo prazo.

Quando vale a pena investir mais

Contrariamente à crença popular, gastar mais num produto nem sempre é sinónimo de desperdício. Por vezes, é um investimento que nos poupa dinheiro a longo prazo.

O truque está em saber em que produtos vale a pena investir e em quais podemos cortar custos. Por exemplo, já falámos anteriormente sobre a importância de optar por brinquedos mais duradouros para as crianças, o que acaba por ser mais económico a longo prazo.

Calçado: um investimento a longo prazo

Vamos tomar como exemplo o calçado. Uns bons sapatos podem custar mais à partida, mas a sua durabilidade compensa. Imagine que compra sapatos por 10€ e que tem de os substituir todos os meses. Ao fim de um ano, terá gasto 120€. Agora, se investir num par de qualidade por 60€ que dura um ano ou mais, estará efetivamente a poupar.

Roupa: qualidade vs quantidade

💡
Descubra as melhores oportunidades para poupar e ganhar dinheiro!
Clique aqui para saber mais.

O mesmo se aplica à roupa. Quantas vezes comprámos uma camisola por 5€, pensando que estávamos a fazer um excelente negócio, só para a ver perder a forma após a primeira lavagem?

Em peças que usamos frequentemente, como casacos e calças, faz mais sentido investir em qualidade.

Eletrodomésticos: a importância da garantia

No caso dos eletrodomésticos, comprar marcas brancas pode ser uma boa opção. No entanto, é importante virem com garantia. Imagine comprar uma torradeira por 10€ sem garantia e ela avariar após dois meses. Terá de comprar outra, gastando mais dinheiro no processo.

Tecnologia: computadores e smartphones

Comprar um computador ou smartphone mais caro e de boa qualidade pode parecer um grande investimento inicial, mas a durabilidade e eficiência do aparelho compensam. Um dispositivo mais robusto pode não precisar de ser substituído tão cedo, poupando-lhe dinheiro e tempo em atualizações e reparações.

Mobiliário: sofás e camas

Mobiliário de qualidade pode ser caro, mas a longevidade e o conforto que oferece tornam o investimento válido. Um bom sofá ou uma boa cama podem durar anos, enquanto versões mais baratas podem deteriorar-se rapidamente, exigindo substituições frequentes.

Alimentação: produtos orgânicos

Embora os produtos orgânicos sejam geralmente mais caros, o investimento na sua saúde pode valer a pena a longo prazo. Além disso, são frequentemente mais saborosos e nutritivos.

Ferramentas de trabalho

Se o seu trabalho depende de ferramentas específicas, como câmaras para fotógrafos ou instrumentos para músicos, investir em equipamento de alta qualidade é fundamental. Não só irá melhorar a qualidade do seu trabalho, como também poderá durar muito mais tempo.

Cursos e educação

Investir em educação, seja através de cursos, workshops ou livros, pode ter um retorno significativo. O conhecimento e as habilidades adquiridas podem abrir portas para oportunidades melhores e mais bem remuneradas.

Veículos: carros e bicicletas

Comprar um carro ou uma bicicleta de qualidade pode resultar em menos visitas à oficina e, consequentemente, menos gastos em reparações e peças de substituição.

Energias renováveis

A instalação de painéis solares ou de um sistema de aquecimento mais eficiente pode ter um custo inicial elevado, mas as poupanças em contas de energia ao longo dos anos podem ser substanciais.

Quando o barato é a melhor solução

Nem sempre devemos comprar caro! É nosso papel olhar para o nosso estilo de vida e analisar quais são os objetos em que valerá a pena investir. O desmotivador de compras pode ajudá-lo nessas decisões.

Existem situações em que o barato é sempre a melhor solução e comprar caro, mesmo que dure, é um erro.

Roupa e sapatos de crianças

Por exemplo, comprar roupa cara para crianças que estão em fase de crescimento pode não ser o mais sensato. Daqui a alguns meses, essas roupas já não servirão e o investimento terá sido em vão.

Assim, será que vale a pena pagar 50€ por uma camisola que daqui a 4 meses já deixou de servir? A roupa até pode ter qualidade, mas o seu filho vai crescer!

Snacks e petiscos

Outro exemplo são os snacks. Será que faz sentido comprar bolachas de marca por 2€ quando as de marca branca, quase idênticas, custam apenas 0,70€? Provavelmente não. Afinal, não estamos a falar de alimentos importantes para a nossa alimentação, mas sim de uns simples “snacks”.

Material escolar

Muitas vezes, o material escolar mais barato cumpre perfeitamente a sua função. Cadernos, lápis e outros utensílios podem ser adquiridos a preços mais acessíveis sem comprometer a qualidade para o uso que lhes será dado.

Artigos de festa

Se está a planear uma festa e precisa de decorações, talheres descartáveis e outros itens que serão usados apenas uma vez, optar pelas opções mais baratas é geralmente a melhor escolha.

Produtos de limpeza

Muitos produtos de limpeza de marca branca têm a mesma eficácia que os de marca, mas a um custo significativamente menor. A menos que tenha requisitos muito específicos, os genéricos costumam ser suficientes.

Livros usados

Se gosta de ler, mas não faz questão de ter uma biblioteca pessoal, comprar livros usados, trocar com amigos ou recorrer a plataformas que lhe permitem obter livros gratuitamente, pode ser uma excelente forma de poupar.

O equilíbrio é a chave

Para fazer escolhas inteligentes, é importante analisar o nosso estilo de vida e hábitos de consumo. Se nota que está constantemente a substituir certos itens, talvez seja hora de considerar uma opção de maior qualidade.

Antes de fazer a sua próxima compra, pare e pense: estou realmente a poupar dinheiro ao comprar o mais barato? Às vezes, gastar um pouco mais agora pode significar grandes poupanças no futuro.

Espero que este artigo tenha sido útil e que o ajude a tomar decisões de compra mais informadas. Se tiver mais dicas ou experiências para partilhar, sinta-se à vontade para deixar um comentário abaixo.


Receba alertas de amostras grátis, dicas de poupança e outras oportunidades incríveis diretamente no seu email:


Veja também:


Messenger Poupa e Ganha

12 Comentários

  1. Acho que o mesmo se aplica a tudo o que compramos. O problema hoje em dia é conseguir medir a qualidade do produto para reparar se o preço é justo ou não.

  2. Em sapatos principalmente dos filhos, normalmente não ligo muito ao preço, porque a experiência diz-me que para serem bons e resistentes nunca saem muito baratos, mas aproveito saldos e promoções.

  3. Geralmente diz-se que o barato sai caro. Já comprei uns sapatos de pele fabrico português que me custam os olhos da cara, já têm 6 anos e estão impecáveis.

    1. Pois tem 😀 Coisas muito giras mesmo. Eu costumo guardar um dinheirinho de propósito para quando vou l+a, se vir algo (que é quase sempre) trago para casa.

  4. Sapatos e eletronica….não vou ao mais barato porque nestes casos a maioria das vezes o barato sai caro!!!

  5. O barato sai geralmente caro, eu depende das coisas para mim sou capz de comprar mais barato pq tenho outro cuidado para o meu filho tem de ser bom e ter qualidade caso contrario nao vale a pena

  6. Como dia a Susana para mim saptos tem de ter qualidade nao me importo de pagar caro desde que sejam realmente bons

  7. Eu para tudo tenho uma margem, mas no calçado felizmente tenho uma loja na cidade mais próxima que tem sapatos de muito boa qualidade, e não são muito caros. Compro muito lá, porque têm qualidade. Mas em outras lojas, ténis por exemplo e botas para chuva, tem mesmo de ser bom. MAs como a Susana diz, promoção sempre 😀

  8. Roupa depende da roupa, se falarmos de uma boa camisola de lã para o inverno ou uma boa gabardina, sim vale a pena investir, agora camisas, tunicas, tshirts compro sempre mais barato, porque prefiro ter 4, do que uma só, e já conseguimos comprar coisas muito baratas de boa qualidade, principalmente nos outlets na altura dos saldos, ou mesmo comprando pela net.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *