Bitcoin

O termo bitcoin não deve ser algo raro para seu ouvido. É provável que tenha ouvido falar ou lido sobre criptomoedas, em especial nos últimos meses, quando notícias sobre a volatilidade nos preços e a ação de hackers colocou o assunto nos jornais.

Isso, é claro, gera uma certa apreensão, ainda mais em pessoas que não são nativas digitais ou tem dificuldade para mexer com computadores. Entretanto, é interessante notar que mesmo com muitas notícias negativas, o negócio continua a prosperar.

Neste artigo de 2014, publicado aqui no Poupa e Ganha, falamos sobre o Bitcoin e citamos o seu valor em 2013, pouco acima de mil dólares. Esse já era um valor considerado alto.

Pois esse valor chegou aos 17 mil dólares no fim de 2017 e agora, meados de 2018, está em 9 mil dólares. Ou seja, para os investidores, é inegável o sucesso.

Uma breve explicação

O bitcoin na verdade é apenas mais uma moeda virtual (criptomoeda), existindo outras, como o Ethereum. Com existência apenas virtual, essa moeda é desregulamentada (sem a possibilidade de ação de um banco ou governo), teve alta valorização nos últimos 12 meses e, caso pretendamos, podemos convertê-la ela para moedas tradicionais. Leia mais sobre o Bitcoin neste artigo.

É interessante ter bitcoin?

Uma commodity que tem uma valorização de 1.000 para 17 mil em quatro anos e perde metade do seu valor em seis meses, não é algo para todos os investidores. Ainda há a questão dos hackers que atacam plataformas de empresas de corretagem.

Esses, sem dúvidas, são problemas muito sérios que atingem a confiança dos investidores e proprietários de moedas. Todavia, isso nada mais é que um risco, que existe em todo tipo de negócio, e que podem ser mensurados usando uma estratégia de investimento.

Então a resposta para a pergunta é… depende. Caso dê preferência a criar uma carteira de investimentos mais conservadora, que renda por anos e traga resultados estáveis, moedas como o Bitcoin não são uma boa escolha.

Mas se sua escolha passa também por assumir riscos para conseguir grandes resultados, poucos produtos financeiros serão mais satisfatórios que as moedas digitais.

Há espaço para crescer?

Sem dúvida. Prova disso é a chegada de milionários e seus investimentos, algo que não aconteceria se não existisse potencial. Os gémeos Winklevoss, famosos por sua batalha judicial contra Mark Zuckerberg pela criação do Facebook, são defensores públicos da criptomoeda. Inclusive fizeram um desafio a Bill Gates, que não é um adepto da Bitcoin.

Além da questão da credibilidade, essa popularidade pode trazer também novas ideias e novas criptomoedas. Empreendedores podem se focar no ponto da segurança, o calcanhar de Aquiles nesse setor, e conquistar mercado.

Outro argumento para defender o crescimento e potencial do Bitcoin e outras criptomoedas, é a sua aceitação pelo comércio. Ele ainda é tímido, mas em países como os Estados Unidos e alguns da Europa, é notável. Ainda em 2014, o Sacramento Kings, uma equipa da NBA, permitiu que os seus adeptos comprassem bilhetes para os jogos usando Bitcoin. Hoje desde pizza até aparelhos tecnológicos podem ser comprados da mesma forma.

Procure informar-se

É vital ter toda a informação possível antes de investir numa criptomoeda. Assim como não é positivo fechar os olhos e negar esse avanço tecnológico pelos seus riscos, aceitar o Bitcoin como salvação e colocar toda sua poupança nele também é um erro enorme. E caso a sua decisão seja conhecer melhor e até comprar uns bitcoins, confie em empresas que tenham boa credibilidade no mercado.

Artigo produzido pela equipe do Guia de Opções Binárias – XbinOP

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.