televisao

televisaoSabia que pode reduzir o consumo de energia de um televisor ou monitor de computador, apenas diminuindo o brilho do mesmo?

Muitos televisores e monitores modernos, possuem um sensor que deteta a quantidade de luz ambiente e ajusta automaticamente o brilho da imagem. Essa tecnologia otimiza o brilho do ecrã, reduz a fadiga ocular e permite poupar dinheiro na conta de eletricidade.

Mesmo não tendo um equipamento com esta funcionalidade, é aconselhável reduzir a luminosidade o máximo que puder até um nível em que não afete a visibilidade da imagem.

Esta sugestão é também válida para economizar na carga da bateria de dispositivos móveis, tais como consolas de videojogos portáteis, telemóveis, notebooks, etc…

Menos brilho, mais poupança! Os seus olhos e o seu bolso agradecem! 😉

Se gostou do que leu, partilhe com os seus amigos...

9 COMENTÁRIOS

  1. Boa sugestão! Eu reparo muito nisso com o meu portátil, tenho sempre a luminosidade no máximo e a bateria acaba num instante! Aliás, qd o desligo do carregador, ele automáticamente reduz a luminosidade para entrar em modo económico, eu é que tenho a mania de que assim não vejo nada lolol, tenho de mudar este mau hábito!
    Beijinhos
    Silvia

    • Obrigado Sílvia,

      É tudo uma questão de hábito, mas também não precisamos de exagerar. Se reduzirmos nem que seja 10% a luminosidade, já estamos a poupar.

      Isto é como tudo, não podemos pensar apenas no dinheiro que fica no bolso.
      Se toda a população mundial se lembrasse de reduzir em 1% o brilho de todas as TVs e monitores do planeta… imagina qual seria o impacto (positivo) para o meio ambiente!!! 🙂

      Não sou ambientalista, mas isto dá que pensar…

      Beijinhos

      • É verdade, estamos habituadinhos ás coisas e achamos que o planeta é que tem de se moldar a nós, quando na realidade é o contrário!
        Beijinhos

  2. Esta é sem dúvida uma excelente dica, eu uso-a todos os dias pois como WebDeveloper e estudante de electrotecnia passo muitas horas do meu dia a olhar para um ecrã de computador o que se pode tornar muito cansativo para os olhos caso não tenhamos algumas preocupações e esta é uma delas.

    Bom trabalho, Miguel.

    • Obrigado João pelo teu comentário e testemunho.
      Eu também passo algumas algumas horas em frente a um monitor (umas vezes mais do que outras).
      Há uns aninhos atrás, quando ainda tinha um monitor CRT, era habitual ficar com os olhos a lacrimejar após algumas horas a olhar para ele (ligado, claro… 😀 )… agora que tenho um monitor TFT, esse sintoma desapareceu.
      Mesmo assim, nunca é demais reduzir um pouco a luminosidade do ecrã, nem que seja apenas para poupar uns trocos!

      Abraço

  3. Ja sabia essa da luminosidade, embora no portatil tenha a mania de a ter quase sempre no máximo.
    Outra dica que me foi dada, li algures, que se tivermos uma imagem de fundo maiortariamente preta tambem poupamos energia. 🙂

  4. Com a televisão não tenho este cuidado, também não vejo muita, mas quando vejo ela está sempre nas mesmas definições e não sei se serão as mais adequadas. Com o computador a coisa já muda de figura, tenho sempre o “plano de energia actual” no modo “Poupança de energia”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here