6 dicas para ter sucesso ao negociar um aumento de salário

Saiba como obter o aumento de salário que merece com 6 dicas essenciais para ter sucesso na negociação.

Negociar salário

Negociar um aumento de salário ou uma melhor remuneração pode ser um processo intimidante, mas é importante lembrar que tem o direito de pedir uma remuneração que considere justa pelo seu trabalho.

Se vive insatisfeito com o seu salário atual ou acha que merece uma remuneração mais elevada devido ao seu desempenho ou à evolução do mercado de trabalho, pode ser hora de negociar um aumento. Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a preparar e conduzir uma negociação bem-sucedida de salário.

1. Seja proativo

Não espere que a sua empresa lhe ofereça um aumento de salário espontaneamente. Se quer um aumento, é importante que o peça.

Guia Poupe Mais

Tomar a iniciativa de marcar uma reunião para renegociar o salário pode ser uma ótima maneira de abordar o assunto de maneira profissional e sistemática. Aqui estão algumas dicas para marcar uma reunião de renegociação salarial:

  • Escolha o momento certo: é importante escolher um momento em que a sua empresa esteja numa posição financeira estável e você esteja a fazer um bom trabalho.
  • Faça uma solicitação formal: envie uma solicitação por e-mail ou através de alguém responsável para marcar uma reunião de renegociação salarial.
  • Seja claro sobre os seus objetivos ao agendar a reunião: explique por que está a solicitar uma reunião de renegociação salarial e qual é o seu objetivo final.
  • Seja flexível: seja flexível quanto ao horário e local da reunião e esteja disposto a trabalhar com a outra parte para encontrar uma solução que seja conveniente para ambos.

2. Faça uma pesquisa sobre os padrões salariais

É útil pesquisar o mercado para entender os padrões salariais para o seu cargo e local de trabalho. Assim, antes de começar a negociar, procure saber quanto auferem outras pessoas na sua área. Isso lhe dará uma ideia de quanto é razoável pedir e lhe dará munições para a sua argumentação.

Os padrões salariais são os salários médios ou os salários mais comuns pagos para um determinado cargo ou função numa determinada região ou indústria. Eles podem ser determinados por uma variedade de fatores, incluindo o nível de experiência e qualificações exigidas para o cargo, a demanda por profissionais com essas habilidades, o nível de responsabilidade do cargo e as condições económicas gerais da região ou indústria.

É importante ter uma noção dos padrões salariais para o seu cargo e local de trabalho quando estiver a negociar um salário, pois isso pode ajudá-lo a estabelecer uma expectativa realista e justa.

Procure informações junto de colegas de trabalho ou profissionais com funções idênticas à sua e pesquise sobre salários online. O portal Glassdoor pode ser um bom ponto de partida para tal pesquisa.

3. Prepare a sua argumentação

Pense em todas as razões pelas quais merece um aumento de salário ou uma melhor remuneração. Considere o seu desempenho no trabalho, as responsabilidades adicionais que assumiu, o seu nível de experiência e qualificações e o mercado em geral. Elabore uma lista de argumentos e pratique-os antes da reunião de negociação.

Aqui estão alguns exemplos de argumentos que pode usar para justificar uma renegociação salarial:

  • Desempenho excecional: se tem um histórico de desempenho excecional na empresa, pode argumentar que o seu salário deve refletir essa contribuição. Cite exemplos específicos de sucessos e metas atingidas para apoiar o seu argumento.
  • Mudanças nas responsabilidades: se as suas responsabilidades na empresa mudaram significativamente desde que foi contratado, pode argumentar que o seu salário deve ser ajustado para refletir essas mudanças.
  • Padrões salariais do mercado: se pesquisou os padrões salariais para o seu cargo e local de trabalho e descobriu que o seu salário está abaixo da média, pode usar esses dados como um argumento para uma renegociação salarial.
  • Qualificações adicionais: se adquiriu qualificações ou habilidades adicionais que o tornam mais valioso para a empresa, pode argumentar que o seu salário deve refletir essas adições à sua carteira de habilidades.

Lembre-se de que, independentemente do argumento que use, é importante apresentar dados e exemplos concretos para apoiar a sua posição e mostrar por que merece uma renegociação salarial.

4. Mantenha o foco no seu valor

Lembre-se de que está a negociar o seu salário ou remuneração porque acredita que o seu trabalho tem valor. Mantenha o foco no que tem trazido para a empresa e não se sinta pressionado a aceitar uma oferta que não considere justa.

Se se sentir pressionado a aceitar uma oferta de salário que considere injusta, lembre-se que tem o direito de pedir mais tempo para pensar ou de se aconselhar junto de amigos e familiares. Também é importante lembrar que é possível negociar outros aspetos além do salário, como benefícios, horário de trabalho e condições de trabalho, por exemplo.

Durante a reunião de negociação, seja claro e direto sobre o que quer. Explique os seus argumentos de forma organizada e coerente e peça o que acha que merece.

5. Use o silêncio como “arma” de negociação

O silêncio é a “arma” mais simples mas também a mais poderosa de uma negociação. Ao contrário do que possa pensar, o silêncio não mostra medo perante o nosso interlocutor, nem mostra a nossa incapacidade de nos expressarmos.

Algumas pesquisas apontam que se fizermos uma pausa de três segundos, não só deixaremos o nosso adversário desconfortável, como também conseguiremos atingir o nosso objetivo mais facilmente. É, de facto, uma técnica utilizada por quem domina a arte de bem negociar.

Usar o silêncio como arma durante uma negociação de salário pode ser uma estratégia eficaz, mas é importante usá-la com cuidado. O silêncio pode ser uma ferramenta poderosa na negociação, pois pode fazer com que a outra parte se sinta desconfortável e disposta a fazer concessões.

Aqui estão algumas dicas para usar o silêncio como arma durante uma negociação de salário:

  • Espere o momento certo: o silêncio é mais eficaz quando usado em momentos específicos da conversa. Por exemplo, pode usar o silêncio após fazer uma pergunta ou após apresentar o seu ponto de vista, para dar à outra parte a oportunidade de refletir sobre o que foi dito.
  • Mantenha a calma: é importante manter a calma e a compostura durante a negociação, mesmo quando usa o silêncio como arma. Mantenha uma postura confiante e não se sinta pressionado a falar primeiro.
  • Não o use por muito tempo: o silêncio pode ser eficaz, mas usá-lo por muito tempo pode levar a um impasse e arruinar a relação. Portanto, é importante usar o silêncio equilibradamente e estar disposto a retomar a conversa quando achar adequado.
  • Tenha um objetivo claro: seja claro sobre o que quer e esteja preparado para fazer um acordo quando achar que o silêncio já cumpriu o seu propósito.

6. Esteja preparado para assumir compromissos

É provável que a sua empresa não lhe possa oferecer exatamente o que pediu. Esteja preparado para assumir compromissos e chegar a um acordo. Isso inclui estar disposto a discutir as suas responsabilidades e expectativas de trabalho, bem como as suas necessidades e objetivos profissionais.


Lembre-se de que uma negociação de salário é uma oportunidade de estabelecer relacionamentos e encontrar soluções mutuamente benéficas. Portanto, é importante manter uma postura respeitosa e profissional durante o processo. Mas também é importante ser firme e não aceitar um salário abaixo do que sabe que é justo e merecido.

Seguindo estas dicas, estará certamente preparado para conduzir uma negociação de salário bem-sucedida.

Lembre-se também de calcular o seu salário líquido, pois é com esse montante que poderá realmente contar no fim do mês.


Guia Poupe Mais


Veja também:


Receba alertas de amostras grátis, dicas de poupança e outras oportunidades incríveis diretamente no seu email:


Messenger Poupa e Ganha
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *