medicamentos-dinheiro

O dinheiro que gastamos em saúde todos os anos pode ser, por vezes, assustador. As despesas com consultas e medicamentos são elevadas e raramente podem ser evitadas. No entanto, isso não significa que não seja possível poupar também neste campo.

Basta recorrer um pouco à comparação de preços e adotar uma atitude esclarecida e interessada para, no final do ano, conseguir manter mais algum dinheiro no seu bolso. Para o ajudar nessa tarefa, eis 6 dicas que pode seguir para poupar na saúde.

1. TENHA EM CONSIDERAÇÃO OS GENÉRICOS

Sempre que necessitar de aviar uma receita médica, tenha em consideração as marcas genéricas. É que, ao optar por estes medicamentos, na maior parte das vezes a única diferença que vai notar é mesmo na sua carteira.

E, atualmente, a grande maioria dos medicamentos disponíveis no mercado já contam com uma alternativa genérica. Por isso, não tenha receio em perguntar ao seu farmacêutico ou mesmo ao médico sobre o genérico mais adequado ao seu problema. Além disso, pode ainda informar-se sobre uma alternativa mais natural, caso haja, para o seu problema. E se o seu médico tiver alguma amostra gratuita que lhe possa oferecer, não hesite em aceitar.

2. CONVERSE COM O SEU MÉDICO

Não tenha medo em conversar com o seu médico e, sobretudo, escute-o. É importante ter um médico de família, que o conheça e acompanhe a sua situação de saúde, mas mesmo que não seja esse o caso, prestar atenção às recomendações médicas é sempre importante.

Leia também:  Aluguer de Viaturas baratas em Portugal

Seguir os seus conselhos pode evitar um regresso à sala de consultas num futuro próximo. Por isso, siga sempre as suas indicações, sobretudo no que diz respeito às prescrições. Por exemplo, tomar um medicamento de forma correta e até ao final ajuda a eliminar complicações e evita o retorno precoce dos problemas de saúde.

Tente também perceber se tem hábitos que estejam a prejudicar a sua vida e procure elaborar com ele um plano que melhore a sua saúde a longo prazo. Além disso, se tiver uma condição médica prolongada, procure perceber que opções poderá tomar no sentido de melhorar o seu dia-a-dia e tornar-se mais independente.

Ao manter-se longe do consultório médico estará automaticamente a poupar dinheiro nas consulta que evita.

3. FAÇA CONSULTAS DE ROTINA REGULARES

Muitas vezes só vamos ao médico quando já estamos muito doentes e isso é também um erro. Tanto para a nossa saúde, como para a carteira.

Tal como um automóvel, o nosso corpo necessita também de manutenção regular. Por isso, marque consultas de rotina, faça exames de quando em vez e não tenha medo de ir ao médico.

Uma atitude preventiva ajuda a manter a saúde, além de que essas consultas de rotina são mais baratas que as situações de emergência.

4. PESQUISE

Tal como serve para poupar na altura de fazer as compras para a casa, também no momento de ir à farmácia a pesquisa pode ajudar a gastar menos dinheiro.

Leia também:  SMSPT - Envie SMS gratuitos para qualquer operadora em Portugal

Não tenha receio em perguntar em mais do que uma farmácia pelo preço de determinado produto ou medicamento. Muitas vezes, diferentes farmácias praticam diferentes preços e uma rápida pesquisa pode ajudar a poupar algum dinheiro.

Instale no seu telemóvel a aplicação Poupe na Receita. Trata-se de uma ferramenta lançada pelo Infarmed que ajuda a poupar dinheiro na compra de medicamentos, ao permitir pesquisar fármacos similares aos que lhe foram prescritos, mas a um preço mais reduzido.

Poupe na Receita
A aplicação “Poupe na Receita” é um valioso aliado para poupar dinheiro na compra de medicamentos.

5. ADOTE UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL

Existem pequenas alterações à sua rotina que pode tomar facilmente e que o manterão longe dos consultórios médicos durante mais tempo. Situações simples como tomar o pequeno-almoço todos os dias, beber muita água, dormir bem, fazer mais exercício físico ou deixar de fumar ou beber bebidas alcoólicas em excesso, são passos simples de tomar que ajudam a manter o médico longe da sua vida. Além disso, ao evitar uma vida de excessos estará igualmente a poupar dinheiro. Uma situação com vantagens duplas portanto.

6. PRATIQUE UMA HIGIENE SEGURA

Existem pequenos gestos que ajudam a manter a saúde e a evitar idas desnecessárias ao médico. Lavar sempre as mãos, de forma regular, especialmente depois de utilizar a casa-de-banho, é um desses pequenos gestos.

Parece senso comum, mas muitas vezes esquecemos-nos das ações mais simples. E normalmente são essas que acabam por nos levar a gastar dinheiro em medicamentos caros, para combater infeções ou reações alérgicas facilmente evitáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here