Como arrefecer a casa sem ar condicionado

Será possível arrefecer uma casa sem ar condicionado? Saiba como manter a sua casa fresca sem necessidade de recorrer ao ar condicionado.

Sala de estar

No verão, muitas pessoas usam o ar condicionado para arrefecer as suas casas. Mas… se a sua consciência ecológica o proibir, se não tiver ar condicionado, ou se o tem mas quiser reduzir a sua utilização por razões tanto ecológicas como económicas, não tem, necessáriamente, de se sujeitar ao desconforto e às altas temperaturas dentro de casa!

Neste artigo trazemos-lhe algumas dicas sobre como (sobre)viver este verão sem ar condicionado, com soluções simples que pode pôr em prática imediatamente, e medidas que irão tornar a sua casa mais fresca no futuro.

Arrefecendo a sua casa sem ar condicionado: regras básicas

Algumas dicas poderão parecer demasiado óbvias, mas todas elas são importantes.

Feche as janelas

Pode parecer ridículo, mas quando está muito calor no exterior, uma janela aberta pode causar o aumento da temperatura no interior.

Mantenha as janelas bem abertas durante a noite para circular ar fresco, mas feche-as logo pela manhã, assim como as persianas ou estores, e só as volte a abrir após o pôr do sol.

Proteger o interior da sua casa da luz solar direta é a regra mais importante, já que a sombra é o nosso principal aliado nesta “missão”.

Pode também optar por colocar plantas de exterior perto das janelas. Muitas plantas têm a capacidade de absorver parte do calor produzido pelo sol.

Utilize ventoinhas e ventiladores de teto de forma correta

Se realmente não pode passar sem ventoinhas, utilize-as estrategicamente.

Coloque a ventoinha relativamente perto de si para a poder manter a funcionar à velocidade mínima (e assim reduzir o consumo de energia elétrica), e desligue-a quando sair da divisão.

Experimente também colocar uma taça com cubos de gelo em frente à ventoinha para tornar o ar ainda mais fresco.

Caso tenha ventiladores de teto, certifique-se de que estão a funcionar no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio. A maioria dos ventiladores modernos têm um interruptor especial a partir do qual se pode selecionar o sentido de rotação. Durante o inverno, o ventilador deve funcionar no sentido horário para comprimir o ar quente para baixo e vice-versa no verão, quando se pretende fazer circular o ar frio mais pesado.

Evite ligar o forno

Evite utilizar o forno e cozinhar alimentos que requerem longos tempos de cozedura. Em vez disso, tire mais partido do micro-ondas.

O ideal é não usar o forno para preparar refeições e manter o uso do fogão ao mínimo. Assim, prefira fazer refeições que não necessitem de calor para serem confecionadas, tais como uma salada campestre, umas sandes, atum, wraps de legumes, etc.

Lembre-se também que comer comida fria ajuda a manter a temperatura corporal baixa, assim como beber líquidos frios. Que melhor maneira de combater o calor do que arrefecer o seu corpo de dentro para fora? 🙂

Apague as luzes

Mantenha, sempre que possível, as luzes apagadas, especialmente as tradicionais lâmpadas incandescentes, que produzem muito calor.

Se ainda não o fez, comece já a trocar todas as lâmpadas de casa por lâmpadas LED. Essas lâmpadas, além de economizarem energia, ainda emitem muito menos calor.

Todos os equipamentos eletrónicos, mesmo que deixados em stand-by, produzem uma pequena quantidade de calor. Mais uma razão, para além da poupança de energia, para desligar todos os aparelhos que não está a utilizar.

Molhe as cortinas

Se estiver um pouco de vento lá fora, molhe as cortinas e deixe o ar secá-las. À medida que isto acontece, o ar fresco entra na casa e a temperatura desce rapidamente. Certifique-se apenas de que o varão das cortinas conseguem aguentar o peso das cortinas molhadas. Se as suas cortinas forem muito finas, experimente pendurar lençóis molhados nos varões.

Tome duches de água fria

Tome duches de água fria (ou o mais fria que conseguir suportar).

Seria mais agradável dar um mergulhe no mar ou numa piscina, mas na falta de melhor, um duche curto e fresco terá o efeito desejado. Em alternativa, mergulhe os pulsos e as mãos em água fria, pois os vasos sanguíneos nestas partes do corpo são mais superficiais, permitindo que a sensação de arrefecimento se espalhe rapidamente para o resto do corpo.

Mude de almofada

Para dormir melhor nas noites de verão, experimente substituir as suas almofadas por almofadas de trigo-sarraceno. Pode fazer uma grande diferença, uma vez que o trigo-sarraceno não retém o calor corporal como fazem as almofadas convencionais.

Isole a casa do calor

Isole a sua casa de modo a limitar a penetração de calor através das superfícies nas quais a luz solar incide mais.

Se tiver muitas condutas de ventilação, feche as que não precisar, especialmente se estiverem abertas para paredes exteriores ensolaradas.

Plante árvores estrategicamente

Se tiver um jardim, plante árvores estrategicamente. Deixe que a natureza o ajude a lidar com o calor e a reduzir a sua conta de energia elétrica.

Árvores e plantas colocadas ao longo das paredes da sua casa, fornecerão a tão desejada sombra no verão e deixarão passar os raios solares no inverno. Em geral, ter plantas em terraços e varandas ajuda a absorver o calor exterior.


Conhece mais truques para evitar o uso de aparelhos de ar condicionado na hora de se manter mais fresco dentro da sua casa? Partilhe as suas dicas nos comentários. 😉


Receba alertas de amostras grátis, dicas de poupança e outras oportunidades incríveis diretamente no seu email:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *