Casca de Ovo: Fonte Natural de Cálcio

Saiba como preparar uma farinha de casca de ovo e como aproveitar todos os benefícios dessa fonte natural de cálcio.

Cascas de ovos

Certamente já sabe que os ovos são um alimento valioso, rico em proteínas e outros nutrientes. Mas, e as cascas? O que costuma fazer com elas? Deita-as fora?

Sabia que a casca de ovo é muito benéfica para a saúde? As cascas de ovos são uma excelente fonte de cálcio e contêm altas doses de queratina na membrana, uma proteína muito importante para uma pele e unhas saudáveis. A casca de ovo é também um remédio natural muito útil, previne a osteoporose, estimula a medula óssea, regula os níveis de colesterol e a pressão arterial, fortalece os ossos e muito mais!

O que é a casca de ovo

Antes de mais, e a título de curiosidade, a cor da casca depende da raça da galinha que a produziu e tem um valor puramente estético, sem quaisquer implicações nas características nutricionais do ovo. Também não depende da dieta da galinha, a qual, no máximo, poderá afetar a cor da gema.

Uma casca de ovo é composta por elevados teores de carbonato de cálcio. Uma concha de tamanho médio contém cerca de 800 mg de cálcio e é responsável por cerca de 10% do peso do ovo. Também contém, em menor grau, zinco, fósforo, manganês, ferro e crómio. É também porosa, permitindo a penetração de oxigénio e a fuga de dióxido de carbono e humidade.

O que é carbonato de cálcio

💡
Descubra as melhores oportunidades para poupar e ganhar dinheiro!
Clique aqui para saber mais.

O carbonato de cálcio é um sal inorgânico capaz de neutralizar os ácidos estomacais. De facto, é frequentemente utilizado como antiácido e administrado a quem sofre de azia ou outros problemas gástricos. Repare, por exemplo, na composição dos sais de fruto ENO.

É também um excelente suplemento para aqueles que sofrem de hipocalcemia e outros estados de deficiência de cálcio.

O pó da casca de ovo é uma fonte de cálcio viável e pode contribuir na prevenção de deficiência de cálcio, em especial na redução do risco de osteoporose, em indivíduos de diferentes grupos etários e extratos sociais.

Estudo realizado por elementos da Faculdade de Nutrição, Universidade Federal de Goiás e do Laboratório Nacional Agropecuário de Goiás

A hipocalcemia é o termo médico usado para descrever um nível baixo de cálcio no sangue. Pode ser causada por uma variedade de fatores, incluindo baixa ingestão de cálcio, má absorção, perda excessiva de cálcio, doenças hepáticas e insuficiência renal. Os sintomas da hipocalcemia incluem espasmos musculares, fadiga, ansiedade, irritabilidade e confusão. O tratamento inclui a correção da causa subjacente e, se necessário, suplementos de cálcio. É importante tratar a hipocalcemia adequadamente, pois pode levar a complicações graves, como convulsões, batimentos cardíacos irregulares e problemas de coagulação sanguínea.

Como preparar uma farinha de casca de ovo

As cascas de ovos são compostas por 95% de carbonato de cálcio. Poderá aproveitar essas cascas para preparar um pó de carbonato de cálcio que será útil para aliviar dores de estômago, azia e indigestão, assim como no tratamento e prevenção de outros problemas de saúde derivados da insuficiência de cálcio.

Para preparar esta solução em sua casa, devem ser utilizados ovos frescos. Ou seja, prepare esta farinha logo após partir os ovos.

  • Remova completamente a membrana do interior das cascas.
  • Mergulhe as cascas em água com algumas gotas de lixívia durante uns 10 minutos.
  • Lave bem as cascas em água corrente.
  • Ferva as cascas em bastante água por 10 minutos.
  • Retire as cascas da água e seque-as no forno a 90ºC até que fiquem amareladas.
  • Triture as cascas e peneire de modo a ficar com apenas o pó mais fino.

Se quiser, assista ao vídeo dessa receita partilhada pelo canal NatuVida:

O pó pode ser armazenado durante 6 meses num recipiente hermético ao abrigo da luz e de fontes de humidade. Deve ter-se cuidado para que o pó seja muito fino, de modo a não irritar o sistema digestivo e a garganta.

Como é óbvio (e porque é sempre necessário fazer este género de advertência), antes de adicionar esse pó de casca de ovo aos alimentos ou de o consumir dissolvido em água, é aconselhável consultar o seu médico, especialmente se sofrer de alguma doença em particular.

Como consumir as cascas de ovo moídas

Para facilitar o consumo desse pó de cascas de ovos, recomenda-se que o dissolva noutros alimentos, tais como sopas, molhos, cremes, iogurtes, batidos, sumos, etc.

Para suprir a carência de cálcio, basta consumir uma colher de café de farinha de casca de ovo em cada refeição.

Tenha, no entanto, muita atenção à dosagem, pois o consumo excessivo de cálcio pode trazer complicações para sua saúde – hipercalcemia.

A hipercalcemia pode ser causada por vários fatores, incluindo doenças ósseas, problemas de tireoide, problemas renais, certos tipos de cancro e uso excessivo de suplementos de cálcio. Os sintomas da hipercalcemia incluem sede, micção frequente, fraqueza muscular, confusão e dor de cabeça. Se não for tratada, pode levar a complicações graves, como insuficiência renal e problemas cardíacos. O tratamento depende da causa subjacente e pode incluir mudanças na dieta, medicamentos e, em casos graves, terapia intravenosa.

Sabia também que a membrana que reveste o interior da casca, por ser rica em colagénio, ajuda na cicatrização de feridas e arranhões na pele. Para tal, deve ser aplicada diretamente sobre a pele e deixada a atuar durante alguns minutos.


Já conhecia estes benefícios das cascas de ovos? Que outras utilizações alternativas conhece para essas cascas, na saúde e não só?


Receba alertas de amostras grátis, dicas de poupança e outras oportunidades incríveis diretamente no seu email:


Veja também:


Messenger Poupa e Ganha

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *