Ervas aromáticas

Foi através de uma newsletter enviada pelo Club Nielsen que tive conhecimento desta lista de benefícios das ervas aromáticas que partilho aqui! Se ainda não conhece o Club Nielsen, recomendo que leia o seguinte artigo: Registe as Compras de Supermercado e Ganhe Prémios.

Ervas aromáticas e os seus benefícios

Numa altura em que existe uma maior preocupação com o que se ingere e numa alimentação saudável, vimos falar dos benefícios de algumas ervas aromáticas que podem ser úteis na substituição de condimentos menos saudáveis, como o sal, e no tratamento natural de dores e outros problemas de saúde.

Coentros

Esta erva combina muito bem com pratos de arroz e tomate e com muitos outros pratos.

Os coentros são muito benéficos nas dores do estômago e na redução do colesterol do sangue e pensa-se ainda que são importantes na estimulação de enzimas que combatem o cancro.

Louro

Uma folha de louro pode fazer a diferença em qualquer tipo de prato visto ter um sabor único. O mesmo serve também para facilitar a digestão e pode ainda ser usado como repelente natural: coloque uma folha de louro nos recipientes do arroz, farinha, feijão, entre outros, para proteger os alimentos.

Oregãos

São mais conhecidos por serem usados nas pizzas mas também, ficam bem em pratos de vitela, cabrito, aves. Possuem propriedades antioxidantes, são aconselhados no combate de inflamações e ajudam ainda no problema de aerofagia (excesso de ar no estômago).

Tomilho

Rico em ferro e cálcio, o tomilho fica muito bem em saladas e sopas mas também em pratos de carne e peixe.

Esta especiaria é eficaz na melhoria de problemas respiratórios e torácicos, como a tosse e a bronquite, mas também é muito eficaz para ajudar a vesícula preguiçosa e problemas de digestão lenta.

Cravinho

Fica bem em qualquer guisado e também combina com fricassé.

As suas propriedades assemelham-se a um anestésico natural e é um excelente anti-inflamatório. É ainda conhecido por ajudar na prevenção de tromboses e coágulos.

O extrato do cravinho, o eugenol, é muito utilizado na medicina dentária, devido às suas excelentes propriedades anti-céticas.

Os botões da flor do cravinho são também ricos em nutrientes, como o magnésio, cálcio e vitamina C.

Cominho

De sabor semelhante ao anis, o pó ou as sementes do cominho dão um ótimo sabor a saladas, pratos indianos e mexicanos.

As propriedades medicinais do cominho são conhecidas por ajudar na digestão, nas dores intestinais, na flatulência e na prevenção de problemas cardiovasculares.

Alecrim

É aconselhado em pratos de marisco e em grelhados. Também combina em pratos com legumes e saladas.

O alecrim pode ajudar nas dores musculares, problemas da vesícula, problemas de ossos, dores de cabeça, depressões, problemas digestivos e muito mais. O óleo é conhecido por ajudar na bronquite, sinusite, no cansaço e como estimulante do sistema circulatório.

Salva

Na cozinha a salva combina bem com o tomate, a cebola, o alho, os legumes, a carne e toda a cozinha italiana em geral.

Pode ser utilizada para dar ânimo e energia mas também para limpeza dos dentes, remoção do tártaro e dar um hálito agradável.

Um banho tónico com um pouco de salva faz revigorar o corpo e a mente. Além disso, é também muito boa para o sistema cardiovascular.

É muito recomendada para quem tem diabetes. Prepare 100 gramas de folhas de salva em 1 litro de vinho branco seco. Beba frio e veja os seus níveis de açúcar no sangue baixarem.

Noz-Moscada

Combina bastante bem com carnes, espinafres ou puré de batata.

A noz moscada facilita a digestão e é muito eficaz contra a flatulência. Pode ser usada exteriormente em fricções, para ajudar o reumatismo ou dores lombares.

Ajuda ainda na prevenção de doenças cardiovasculares, já que evita a agregação de coágulos sanguíneos.

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.