Simplificar a Vida

Quem não sente que tem uma vida agitada que ponha a mão no ar! Por mais que tentemos controlar determinados aspetos da nossa vida, não serão raras as vezes que as coisas se descontrolam um pouco.

As preocupações do quotidiano como pagar contas, poupar dinheiro para imprevistos ou para a realização de sonhos, controlar as nossas despesas, etc… deixam-nos stressados e acabam por nos impedir de desfrutar mais da vida.

Uma vida mais simples pode torná-lo mais feliz! Ajuda-o a ter um maior controlo e a eliminar muito do “ruído” que o impede de aproveitar a vida da melhor forma possível.

Não tem de levar à letra tudo aquilo que vou listar de seguida, mas pode usar estas dicas como fonte de inspiração para outras formas de simplificar a vida que considere mais adequadas à sua situação.

Seguem-se então algumas formas de simplificar a vida…

1. Faça uma lista do que é realmente importante para si

Ao listar as suas prioridades e as coisas que são mais importantes para si, conseguirá filtrar tudo aquilo que é simplesmente “ruído” à sua volta.

Este exercício ajuda-o a diferenciar entre o que vale a pena despender tempo, daquilo que só o fez desperdiçar tempo (e muitas vezes dinheiro) até ao momento desta reflexão.

2. Opte por pagamentos automáticos (débitos diretos)

Pode nunca ter pensado nisso desta forma, mas optar por pagar as suas contas automaticamente, é menos uma preocupação a ter todos os meses e pode inclusive fazê-lo poupar dinheiro.

Os débitos diretos ajudam a evitar esquecimentos e até dão por vezes descontos adicionais na sua fatura mensal. Algumas empresas beneficiam os clientes que optam por esse método de pagamento.

Mas nunca se esqueça de controlar o montante que lhe é faturado. Como deverá ser do seu conhecimento, antes do dinheiro lhe sair da conta bancária, as empresas enviam a fatura com o valor que vão debitar. Deve sempre conferir esse valor para que não lhe seja debitado dinheiro a mais.

Se notar algo de errado na fatura, saiba que pode a qualquer momento bloquear esse débito direto no banco, no multibanco ou mais prático ainda, através da sua conta de homebanking.

Também pode da mesma forma estabelecer limites para cada um dos seus débitos diretos. Por exemplo, se sabe que nunca paga mais do que 50€ por mês da conta da água, pode definir esse montante como limite. Assim, se lhe tentarem cobrar mais do que 50€, o banco recusa o pagamento.

Sobre esse tema, sugiro que veja a seguinte reportagem do Contas Poupança: Débito direto: não deixe que lhe tirem centenas de euros da conta

Já agora, muitos portugueses desconhecem que quando lhes chega uma fatura com consumo com mais de seis meses, não são obrigados a pagá-la! Saiba mais aqui: Recebeu faturas com mais de 6 meses? Não pague!

3. Organize a sua vida

A desorganização pode induzi-lo a gastar mais dinheiro do que devia, fazê-lo perder tempo, perder objetos e elevar-lhe os níveis de stress!

Manter a sua casa organizada, saber onde gasta o seu dinheiro ou até mesmo planear as suas refeições, são algumas formas de manter a sua vida organizada poupando tempo e dinheiro.

4. Crie lembretes no seu telemóvel para que nunca se esqueça de nada

Não vale a pena pensar que se vai lembrar de tudo e mais alguma coisa, pois a memória, mais tarde ou mais cedo, vai atraiçoá-lo!

Para quê criar mais uma preocupação nas nossas cabeças, se hoje em dia temos a tecnologia para nos ajudar.

Datas de compromissos importantes, pagamentos a fazer e outras tarefas, podem ser registados como alertas no nosso PC ou no telemóvel.

Pessoalmente, utilizo e recomendo o Google Keep para criar notas e lembretes tanto no computador como no telemóvel.

5. Livre-se das dívidas

Viver com dívidas é altamente angustiante, mas nem sempre é fácil controlar isso, principalmente quando temos um orçamento mensal apertado.

Mas existem formas de minimizar o impacto dessas dívidas e uma delas já foi abordada aqui no blog, refiro-me ao Crédito Consolidado.

Caso esteja numa situação em que não consegue fazer face aos seus custos mensais, existe uma solução (evitável) que deve ser vista como último recurso: a Insolvência Pessoal.

6. Passe menos tempo nas redes sociais

Há cada vez mais pessoas que passam mais tempo nas redes sociais do que na sua própria vida! Parece exagero? Olhe bem à sua volta!

Se acha que desperdiça imenso tempo a vaguear pelo Facebook, Instagram, etc… e que isso o afeta negativamente, talvez esteja na altura de colocar um travão.

Não precisa de ser radical ao ponto de eliminar as suas contas nas redes sociais, mas pode por exemplo definir um período de tempo diário em que se autoriza a aceder às suas contas.

Não compreende como é que as redes sociais o podem afetar negativamente? Leia este artigo: Inveja no Facebook… Pode Sair-lhe Muito Caro!

7. Prefira pagar as suas despesas anualmente ou semestralmente

Contas como as do seguro do carro e da casa, regra geral ficam mais baratas ao optarmos por as pagar anualmente ou semestralmente.

Para além do desconto que normalmente é aplicado, elimina uma preocupação, já que em vez de um pagamento mensal, passa a ter 1 ou 2 pagamentos anuais!

8. Adira ao minimalismo

O minimalismo é um estilo de vida que defende que vivemos mais felizes quando temos menos posses materiais.

A grande maioria de nós fica feliz quando compra um novo objeto, seja uma peça de roupa, um novo utensílio de cozinha ou até um novo sofá, mas será que precisamos realmente de todas estas coisas? Quantas vezes não compramos algo novo e meses depois percebemos que nunca mais o utilizámos?

Saiba mais sobre esse modo de vida aqui: Minimalismo – Conheça o estilo de vida que lhe permite poupar naturalmente

9. Tenha menos opções de roupa

Lembro-me de ter visto uma entrevista ao Mark Zuckerberg (CEO do Facebook) em que ele afirmou usar sempre as mesmas cores de t-shirts e calças de ganga básicas no seu dia-a-dia. O motivo é ter menos uma escolha diária para fazer e assim poder canalizar mais energia para o seu trabalho. Só mesmo em grandes eventos é que ele se veste de modo mais formal.

Guarda-Roupa do Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg opta por peças de roupa básicas e fáceis de combinar.

De facto, diversas pessoas bem sucedidas, principalmente novos empreendedores, optam por um guarda-roupa com opções limitadas. O objetivo é ganharem mais tempo para se concentrarem no que realmente importa.

E se optar também por ter peças de roupa que não precisem de ser passadas a ferro, ganha ainda mais tempo para si!

10. Não perca tempo com negativismos

Sente que está desperdiçando tempo sendo negativo? Em vez de ocupar a sua mente com pensamentos negativos, como inveja, arrependimento e fofocas, torne esse tempo mais produtivo usando-o para coisas mais úteis e que o fazem sentir bem.

11. Encontre formas gratuitas de se divertir

Divertir-se não tem de ser dispendioso! Existem imensas atividades divertidas e gratuitas, ou pelo menos muito pouco dispendiosas, tais como andar de bicicleta, caminhar ou fazer um piquenique.

Depois, existem formas de usufruir de algo supostamente caro, mas de uma forma muito mais barata. E aí recorro muitas vezes à internet para o fazer, tal como já partilhei há uns anos aqui: Como a internet lhe pode proporcionar momentos de luxo a custo zero (ou quase)

12. Diga “não” com mais frequência

Se tem por hábito dizer “sim” a tudo e todos, mudar essa atitude pode tornar-se muito benéfico a curto prazo!

Não temos de estar sempre disponíveis para ajudar. Por mais que queiramos ser prestáveis, existem limites para tudo. Não queira transportar o peso do mundo nos ombros, lembre-se que tem uma vida para viver, e isso requer tempo!

13. Pense antes de realizar múltiplas tarefas ao mesmo tempo

Há quem consiga essa proeza de executar múltiplas tarefas em simultâneo de forma eficiente. Mas a maioria das pessoas perde mais tempo ao tentar se focar e reorientar enquanto muda de uma tarefa para a outra.

Reflita se a “multi-tarefa” é adequada para si e se realmente o ajuda a economizar tempo. Pois para a maioria, executar uma tarefa de cada vez é mais vantajoso, por permitir se focar melhor no que está a fazer, poupar tempo e… simplificar a vida!

14. Tenha momentos de introspeção

Quando foi a última vez que se sentou em completo silêncio e sem distrações?

Somos diariamente bombardeados por imensos estímulos e exigências típicas da nossa vida agitada. Chegamos ao final de cada dia cansados física, mental e emocionalmente, e com a certeza de que o dia seguinte será igual… e o tempo assim vai passando!

Criar ao longo do dia alguns momentos de introspeção podem ajudá-lo a relaxar, aliviar o stress e a limpar a sua mente.

Basta que faça algumas pequenas pausas, se sente num lugar tranquilo (de preferência ao ar livre) e vá respirando fundo ao mesmo tempo que sente o corpo se soltando. Não pense em nada, foque-se unicamente na sua respiração.

Conhece mais formas de tornar a sua vida mais simples? Partilhe-as nos comentários.

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.