dormir no carro

A falta de sono e as insónias são uma constante no dia-a-dia de milhares de pessoas. No entanto, o dormir pouco é ainda visto como algo normal ao invés de ser enfrentado como um problema de saúde.

O sono não é como o dinheiro: não se pode acumular horas de sono à espera de as utilizar numa noite em que se durma pouco. Compensar horas de sono não é possível e essa tentativa pode levar a graves distúrbios de sono como a apneia do sono.

A falta de sono tem várias consequências, podendo afetar:

  • as reações emocionais e psicológicas;
  • a concentração e raciocínio;
  • o sistema imunitário;
  • o peso e sistema digestivo, podendo aumentar o risco de obesidade.

É muito difícil perceber se se sofre de falta de sono. Não existe um número perfeito e ideal de horas de sono para todas as pessoas. Apesar de a média de horas ideal variar entre 7 a 9 horas, a verdade é que esse número não é um número padrão para todos.

De que forma o corpo dá sinais que tem falta de sono?

A falta de sono é bastante difícil de definir com precisão, visto que os sintomas podem ser diferentes de pessoa para pessoa. No entanto, existem algumas caraterísticas gerais e comuns a quem dorme demasiado pouco.

Na manhã seguinte, a pessoa que não ofereceu ao seu corpo as horas ideais de sono está geralmente irritável e desorientada.

A falta de sono leva a uma queda acentuada da concentração e da produtividade, sendo que ir trabalhar com sono é sinónimo de pouco rendimento profissional.

Sofre de falta de sono? Repense esse problema: a sua saúde agradecerá

Dormir poucas horas por noite aumenta o risco de sofrer de problemas de saúde. As pessoas que sofrem de distúrbios de sono, de insónias ou de falta de sono têm um maior risco de sofrer de problemas cardíacos e cancro.

Mas não é só no seu coração que se deve pensar quando dorme pouco: estados depressivos e melancólicos são também acentuados quando se dorme poucas horas.

Se quer estar mais feliz, melhore as suas noites de sono!

A privação de sono leva também a um envelhecimento mais rápido. Dormir bem permite que a pele fique mais saudável e que a regeneração natural das células seja constante: quando as horas de sono e repouso são menores, esse processo natural é bloqueado e quase inexistente.

Quanto maior a falta de sono, maior o risco que corre

Um estudo realizado na Universidade de Londres mostra uma relação direta entre a falta de sono e a sensação acentuada de risco e de adrenalina.

Quanto maior a falta de sono, mais as pessoas têm vontade de correr riscos. O estudo analisou um jogo de blackjack durante o qual havia jogadores com falta de sono e outros com o “sono em dia”.

Os jogadores com falta de sono correm maior riscos, fazendo apostas mais altas e com garantias menores de retorno de aposta.

A falta de sono tem consequências graves: comece a dormir melhor

Dormir poucas horas não pode ser visto como uma coisa banal! Quando estiver a cortar nas horas de sono, lembre-se das consequências da falta de sono:

Se sente que dorme poucas horas por noite e que pode sofrer de insónias ou de outro distúrbio de sono que o leva a uma falta de sono regular, não deixe essa situação arrastar-se e pondere uma consulta com um especialista.

Se gostou do que leu, partilhe com os seus amigos...

1 COMENTÁRIO

  1. O artigo é pertinente e provoca muitas interrogações: no meu caso, desde que não me tenham perturbado, adormeço a quase logo que me deito e durmo bem nas duas , três, no máximo quatro horas. Depois acordo e a partir daí nunca mais tenho um sono tranquilo vou dormindo aos pouquinhos e levanto-me sempre com o corpo como se tivesse apanhado uma soba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here